Van Aert ganha na 10ª etapa e vento embaralha classificação geral do Tour de France

0
Van Aert ganha na 10ª etapa e vento embaralha classificação geral do Tour de France (ASO/Tour de France)

Percurso plano, último dia antes do descanso, expectativa por uma chegada tranquila dos velocistas. Porém, a 10ª etapa do Tour de France, com 217,5 km entre Saint-Flour e Albi, nesta segunda-feira (15), teve um elemento extra que incrementou muita emoção: o vento. Os favoritos ao título se dividiram em pelo menos três grupos diferentes e a maioria dos sprinters passou no principal grupo. E o garoto Wout van Aert (Jumbo-Visma), de 24 anos, surpreendeu para bater Elia Viviani (Deuceninck-Quick-Step) por centímetros na linha final.

A tranquilidade dos atletas acabou quando o vento cruzado de até 25 km/h atingiu os ciclistas. Julian Alaphilippe (Deuceninck-Quick-Step) e as equipes Ineos, EF Education First e Bora-Hansgrohe puxaram o pelotão e provocaram as divisões de grupos. O francês não só manteve a camisa amarela, como ampliou sua vantagem para o segundo colocado.

Atual campeão, Geraint Thomas e seu companheiro de equipe Egan Bernal (Ineos), passaram juntos com o grupo principal e ajudaram a acelerar para abrir vantagem para os demais. Eles assumiram a vice-liderança e a terceira colocação na classificação geral, respectivamente. Além da dupla da Ineos, Enric Mas (Deuceninck-Quick-Step), Nairo Quintana (Movistar), Steven Kruijswijk (Jumbo-Visma) e Adam Yates (Mitchelton-Scott) também foram beneficiados pelos cortes e terminaram com o mesmo tempo dos líderes.

Rigoberto Uran (EF Education First), Thibaut Pinot (Groupama-FDJ), Richie Porte (Trek-Segafredo) e Jakob Fuglsang (Astana) foram os capitães que ficaram no segundo grupo. Eles chegaram a diminuir a desvantagem para 20’’, mas perderam fôlego e terminaram com 1’40’’ atrás. Prejuízo enorme numa etapa plana para quem pretende brigar pela camisa amarela.

No entanto, o saldo foi mais negativo ainda para o então vice-líder antes da etapa desta segunda-feira, o italiano Giulio Ciccone (Trek-Segafredo) e Mikel Landa (Movistar), que ficaram no terceiro grupo e levaram 2’09’’.

11ª etapa

A terça-feira (16) vai ser dia de descanso para o pelotão, mas na quarta (17) os atletas iniciam a segunda semana do Tour de France com uma etapa de 167 km entre Albi e Toulouse, em um percurso plano, com apenas uma subida de categoria 4 e outra de categoria 3. A expectativa é de uma chegada com os velocistas. A não ser que o vento volte a ser protagonista.

L’Etape Brasil

O Tour de France também oferece oportunidades para atletas amadores participarem da prova com a realização do L’Étape pelo mundo. A versão brasileira será disputada em 29 de setembro, na cidade de Campos do Jordão (SP), e terá até 3 mil participantes.

Com a chancela do tradicional Tour de France, o L’Étape Brasil mantém as características de uma parte da corrida francesa. Em 2018, ciclistas de todos os estados brasileiros inscreveram-se na prova, aberta também a atletas amadores.

Classificação da etapa:

1- Wout van Aert (Jumbo-Visma): 4h49’39’’

2-Elia Viviani (Deceuninck-Quick-Step): m/t

3- Caleb Ewan (Lotto Soudal): m/t’’

4- Michael Matthews (Sunweb): m/t’’

5- Peter Sagan (Bora-Hansgrohe): m/t’’

Classificação geral:

1- Julian Alaphilippe (Deceuninck – Quick-Step): 43h27’15’’

2- Geraint Thomas (Ineos): +1’12’’

3- Egan Bernal (Ineos): 1’16’’

4- Steven Kruijswijk (Jumbo-Visma): 1’27’’

5- Emanuel Buchmann (Bora-Hansgrohe): 1’45’’

Classificação por pontos:

1- Peter Sagan (Bora – Hansgrohe): 229 pts

2- Michael Matthews (Sunweb): 167 pts

3- Elia Viviani (Deuceninck-Quick-Step): 153 pts

Classificação de melhor escalador:

1- Tim Wellens (Lotto Soudal): 43 pts

2- Thomas De Gendt (Lotto Soudal): 37 pts

3- Giulio Ciccone (Trek – Segafredo): 30 pts

Classificação do melhor jovem:

1- Egan Bernal (Ineos): 43h28’31’’

2- Enric Mas (Deceuninck – Quick-Step): +30’’

3- Giulio Ciccone (Trek – Segafredo): +1’16’’