Samir Barel é o primeiro brasileiro a ganhar a Tríplice Coroa da natação em Águas Abertas

0

Nadador de Campinas completa saga das três maratonas aquáticas mais difíceis do mundo concretizando a Travessia do Canal da Catalina nesta quinta-feira (29)

Coroado!
Agora é oficial: Samir Barel, conquistou a famosa “Tríplice Coroa das Águas Abertas”, honraria inédita para o Brasil na história da maratona aquática, concedida aos nadadores que completam as três travessias mais difíceis do mundo. Fazem parte do circuito a tradicional Volta à Ilha de Manhattan (45km), vencida por Barel em 2014, o emblemático desafio do Canal da Mancha, entre a Inglaterra e a França (36km), realizado por Samir em 2015, e a travessia do Canal da Catalina. Esta última, com um percurso desafiador de 34k na Costa Oeste dos Estados Unidos, é realizada apenas de madrugada para evitar os tubarões, comuns nesta área do Pacífico, e foi completada pelo brasileiro no começo da tarde desta quinta-feira (29). O tempo de 8h45min30 é também o novo recorde sul-americano da Travessia.

“Tudo perfeito! Nadei bem, as condições estavam muito boas, o mar liso. Nos últimos 5km peguei uma corrente, mas isso é normal naquele trecho, já era esperado. A equipe técnica foi excelente, o Damián Blaun (que acompanhava de caiaque) fez um pacing pra mim na última hora para dar ritmo, o que certamente foi fundamental para bater o recorde, e a Esther Nuñez, minha treinadora, estava no barco de apoio sempre me orientando. Agradeço imensamente a todos que participaram dessa jornada, direta ou indiretamente, torcendo e vibrando. Toda vez que o cansaço batia era o apoio de vocês que me dava forças para continuar. Feliz demais! , contou Samir Barel, de 33 anos de idade, 10 a menos que a média dos atletas coroados – 43 anos.

Curiosidades

– Samir é o primeiro brasileiro a integrar o seleto grupo de 137* nadadores que alcançaram a Tríplice Coroa das Águas Abertas (*dados até o fim de 2015).

– Antes de Samir, apenas outros dois brasileiros concluíram a Travessia do Canal da Catalina, segundo registros oficiais da Catalina Channel Swimming Association: Dailza dos Santos, em 1997 e Adherbal Treidler de Oliveira, em julho de 2016.

– A mais jovem a conquistar a Tríplice Coroa das Águas Abertas foi Charlotte Samuels, aos 16 anos, e o mais velho Bob West, aos 62 anos.

– A travessia de Samir no Canal da Catalina foi viabilizada graças a uma vaquinha online muito bem sucedida, que arrecadou mais de 36 mil reais, suprindo os custos do atleta com transporte, hospedagem, alimentação, documentos para homologação da prova e suporte técnico para a travessia (barco e capitão, caiaque para hidratação, fiscal de prova – esses pagos em dólares).

Sobre o atleta

Samir Barel já foi campeão e recordista brasileiro nas provas 50 e 100 m livre e 200 m medley no final da década de 1990, mas migrou para a maratona aquática em 2007. Desde 2013, está empenhado em realizar as principais e mais longas maratonas aquáticas do mundo. Até o momento, além das provas da tríplice coroa, o nadador também finalizou a tradicional maratona Hernadarias-Paraná, conhecida como a maratona aquática mais longa do mundo (88k), e em 2014 chegou a incrível marca de 300 quilômetros nadados, somando sua participação em seis das sete etapas do Grand Prix de Águas Abertas da FINA de 2014, principal circuito da modalidade, com provas acima de 15km.

“A ideia é promover e divulgar a maratona aquática em todo o Brasil e mostrar para as pessoas que Todos Somos Capazes, um lema que carrego comigo e me norteia. Tudo é possível quando se tem paixão pelo que se faz e dedicação por meio do trabalho árduo. Espero que o meu exemplo ajude as pessoas a superarem seus obstáculos, independente de quais sejam, destaca o nadador.