Kvitova vence número 1 do mundo e vai à final do Qatar Total Open 2020

0
Kivitova. Foto: Samer Rejjal - QTF

Campeã de 2018, a tcheca Petra Kvitova venceu Ashleigh Barty e fará final de simples contra a bielorrussa Aryna Sabalenka.

O Qatar Total Open 2020, competição que está sendo realizada em Doha, capital do país, desde domingo (23), definiu as finalistas da chave de simples nesta sexta-feira (28).

A número 1 do mundo, a australiana Ashleigh Barty foi derrotada pela tcheca Petra Kvitova, campeã de 2018 e garantiu sua vaga na grande final da chave de simples deste sábado (29). O torneio da categoria “Premier 5” da WTA (Associação de Tênis Feminino) reune as principais jogadoras de tênis do mundo.

Com a presença de grande público no Khalifa International Tennis and Squash Complex, a tcheca Kvitova, número 11 do mundo, venceu o primeiro set por 6-4. No seguinte, a australiana Barty reagiu e venceu por 6-2. No último e decisivo set, a medalhista de bronze na Rio 2016 levou a melhor e venceu por 6-4.

Barty fez sua estreia no Aberto de Doha, e parabenizou a russa, campeã de 2018 do torneio, pela vitória.

“Foi uma semana muito positiva, e hoje à noite não foi diferente. Foi uma partida excepcional, foi outro grande jogo contra Petra, adoro me testar contra ela e, foi uma partida que ela jogou muito bem e levou o jogo em bolas importantes”, comentou Barty.

“Petra é uma excelente atleta e uma excepcional competidora e tenista, ela mostrou isso hoje à noite”, completou a número 1 do mundo.

Petra Kvitova tem 29 anos e foi campeã do torneio em 2018 quando enfrentou a espanhola Garbine Muguruza.

“Gosto muito de jogar aqui, está aparecendo nos meus grandes jogos até agora. Desde que venci o torneio há dois anos ainda me sinto ótima aqui, então é bom que não esqueci a sensação. Estou muito feliz com a forma como lidei com isso hoje. Foi muito difícil e perdi para Ash algumas vezes no passado, mas finalmente me vinguei (risos)”, disse após a partida.

Mais uma vez finalista, Kvitova está confiante e enfrentará a bielorrussa Aryna Sabalenka na grande final.

“Eu sempre trago algo a mais nas finais e adoro jogar uma final, é por isso que estou jogando tênis, para esses troféus. Jogar uma final é algo como você está muito perto de ter o título, mas é ainda muito longe. Vai ser um ótimo jogo, nós já jogamos algumas vezes, ela me venceu, eu venci ela. E sim, vamos ver, é um jogo semelhante, então vamos ver quem terá sorte”, finalizou Petra.

Final com estreante em Doha

A bielorrussa Aryna Sabalenka, número 13 do ranking, enfrentou a russa Svetlana Kuznetsova na primeira semifinal da noite.

A jovem de 21 anos, que chegou este ano às quartas-de-final do Aberto de Dubai, jogará sua primeira final em Doha, em sua estreia no torneio. Esta será sua décima final de WTA.

Sabalenka venceu a russa pelo placar de 6-4 e 6-3 e vai a final depois de derrotar nas quartas a chinesa Saisai Zheng.

“Estou muito feliz por estar na final, principalmente porque eu vim aqui pela primeira vez e cheguei até a final. É muito bom e estou muito feliz com o nível que estou jogando, vamos ver o que vai acontecer amanhã, mas com certeza vou dar tudo o que tenho”, comentou Sabalenka.

Sobre a primeira vez em Doha, ela completa: “Eu estou gostando disso. Eu amei aqui. É uma cidade muito legal, quadras legais, pessoas legais, tenho um suporte ótimo aqui. Quero conhecer mais a cidade nos próximos dias com certeza”, completou.

Kuznetsova, de 34 anos, voltou a fazer uma semifinal em Doha depois de 13 anos. A russa, que já foi número 2 do mundo em 2007, foi finalista duas vezes do torneio e venceu dois Grand Slams na sua carreira: Aberto da França em 2009 e US Open em 2004.

Em 11 edições disputadas, a russa venceu 19 partidas em Doha e ao lado de Caroline Wozniacki é a recordista de vitórias no Aberto do Qatar.

“Foi um bom jogo, a cada ano o nível do tênis aumenta. Ela jogou bem e fez melhor que eu nesta noite. Ela me surpreendeu, foi muito agressiva desde o começo. Espero jogar mais jogos e ir melhorando meu tênis, fiquei desapontada e sei que preciso ser mais consistente”, disse.

Esta é 18ª edição do Qatar Total Open que distribuirá US$ 3.240,445 em prêmios totais, para as 32 tenistas na simples e 28 duplas. A vencedora de simples leva para a casa US$ 605 mil dólares e 900 pontos no ranking.

Campeãs nas duplas se torna número 1 do mundo

A grande final da chave de duplas foi realizada nesta noite (28). Su-WeiHsieh de Taipei, número 2 do mundo em duplas, e a tcheca Barbora Strycova, número 4 do mundo em duplas foram as grandes campeãs do torneio nesta edição de 2020.

As duas enfrentaram a canadense Gabriela Dabrowski e Jelena Ostapenko, da Letônia. No primeiro set Su-WeiHsieh e Strycova venceram com facilidade por 6-2. No segundo, a canadense e a letã venceram por 7-5 e igualaram o jogo. No super tiebreak, as melhores classificadas no ranking venceram por 10-2 e conquistam o segundo título seguido neste ano. Strycova e Su-WeiHsieh foram campeãs do Aberto de Dubai realizado na última semana.

“É muito bom vencer mais esse torneio. Não precisamos mudar nosso estilo no decorrer do jogo só ficarmos mais calmas. Tivemos duas semanas realmente incríveis, vencendo tantas partidas, vencendo tantas batalhas e isso nos mostrou também que acho que somos muito fortes mentalmente “, disse a tcheca Strycova.

Su-WeiHsieh de Taipei, foi campeã do torneio em 2014, quando jogou ao lado da chinesa Shuai Peng. Com o resultado de hoje ela subiu uma posição no ranking e agora é a melhor do mundo em duplas.

“Definitivamente, Barbora também me ajudou muito, porque eu não estava pensando no número 1 no Aberto da Austrália ou aqui, mas quando cheguei ao número 1, fiquei tipo: Oh, voltei ao número 1, então obrigado. Estou muito feliz”, comentou Su-WeiHsieh.

Com o título, as campeãs levarão para casa o prêmio em dinheiro de $ 172 mil dólares, que deverá ser dividido entre as duas jogadoras. A pontuação para o ranking é a mesma que na chave de simples (900 pontos).
Única brasileira na competição, a medalhista Pan-Americana Luisa Stefani foi eliminada nas duplas logo na primeira rodada. Ao lado da americana Hayley Carter, Stefani foi superada por Makoto Ninomiya do Japão e Zhaoxuan Yang da China por 6-2, 3-6, 10-7.

Confira os resultados do sexto dia e a chave do torneio no site oficial:

https://www.wtatennis.com/tournament/1003/doha

Serviço:

Desde 2015 a Agência On Board Sports cobre com exclusividade para a América do Sul todos os eventos da QTSBF (Qatar Tennis, Squash and Badminton Federation) em parceria de conteúdo. O Qatar Total Open 2020 conta com o apoio de Total, Ooredoo, Qatar Duty Free, Qatar Airways, Aspetar, QTerminals, Jaguar, Land Rover e Rolex.

Direito autoral de imagens cedido pela QTF – Qatar Tennis Federation.

O evento não tem transmissão dos canais brasileiros, mas pode ser visto pelo site da WTA.

—–

Entre em contato com a equipe On Board Sports no Qatar:

🏊‍♀ Katarine Monteiro
📧 katarine@onboardsports.net | redacao@onboardsports.net
📱+55 11 99217-6474
🔛 www.onboardsports.net