Herrera é destaque no Jornal O Tempo de Belo Horizonte

0
Herrera é destaque no Jornal O Tempo de Belo Horizonte
Herrera é destaque no Jornal O Tempo de Belo Horizonte

Cubana jogadora do Pinheiros e agenciada ProSports conta sobre sua relação com o time mineiro

Minas reencontra cubana Herrera

Após nove anos, ponteira vira adversária do clube mineiro, que vive fase ainda melhor do que na sua época

Capturar.JPG

Cubana Herrera, atualmente no Pinheiros-SP, vai reencontrar o Minas, clube que defendeu por duas temporadas, tendo chegado em 2010

Foto: Flavio Perez/On Board Sports

Daniel Ottoni 
05/02/19 – 08h00

Há algumas temporadas, Itambé-Minas e o Dentil-Praia Clube insistiam em tentar bater à porta e fazer frente ao Sesc-RJ e Osasco Audax-SP. O maior investimento e a alta concentração das maiores atletas do país nos times do Rio de Janeiro e de Osasco limitavam a presença de equipes concorrentes à mesma altura. Na atual temporada do vôlei feminino, a situação é diferente, com as duas equipes mineiras conseguindo superar as maiores vencedoras do país.

A formação de elencos feitos para serem campeões e a queda de rendimento da dupla multivencedora colocaram as mineiras em um novo patamar, que se confirmou com títulos de expressão, como Sul-Americano e Superliga. Nesta terça (5), Minas e Praia voltam a jogar após terem feito a final da Copa Brasil no último sábado, em Gramado (RS), com triunfo do time de BH. A quarta rodada do returno da Superliga terá a dupla jogando em casa. Às 20h, as uberlandenses, líderes do torneio, encaram o lanterna São Cristóvão Saúde-São Caetano-SP, enquanto o time da capital recebe o Pinheiros-SP, nono colocado, às 21h, com transmissão do site Globoesporte.com.

O panorama atual do Minas é ainda melhor do que há quase uma década, quando o clube da rua da Bahia já era uma “pedra no sapato” dos principais rivais, contando com a presença da ponta cubana Herrera, que deixou seu nome marcado na história do clube graças a uma atitude vibrante e aguerrida.

A jogadora será adversária na noite desta terça-feira e reconhece que o clube vive um novo momento, que pode fazer os resultados irem além das semifinais da temporada 2011/2012. “Hoje, o Minas é um time ainda melhor. Concordo que esteja muito diferente daquela época. Isso foi há nove anos, faz muito tempo”, conta.

Herrera, até hoje, é lembrada com muito carinho pela torcida por tudo que fez dentro de quadra. “O Minas é um clube muito especial, um lugar que abriu portas para minha carreira profissional. Estive lá da melhor maneira possível, dei sempre meu melhor. Foram duas temporadas muito boas para mim. Adoro Belo Horizonte e a torcida. Os fãs e amigos que fiz lá sempre estarão no meu coração”, agradece a ponta.