Guilherme Melo é campeão brasileiro de Squash

0

Após o título, Melo parte para a América do Norte em busca de pontos no PSA World Tour.

O paulista Guilherme Melo (Clube Atlético Ypiranga /David’s) conquistou no último domingo, em Brasília (DF), o título brasileiro de squash profissional.

Na grande final, Melo venceu o número 3 do Brasil, Rafael Alarcon por 3-1 (11-3, 9-11, 11-5, 11-7).

Após a não convocação para os Jogos Pan-Americanos de Lima 2019, Guilherme Melo decidiu embarcar para a Europa para passar três meses em um centro de treinamento na República Checa, com supervisão do francês Grégory Gualtier.

O trabalho surtiu efeito em quadra no brasileiro na capital federal.

”Antes de não ser convocado meu foco total já era este Brasileiro de 2019. Eu já tinha esse objetivo bem claro, mas, o fato de ter ficado de fora dos Jogos Pan-Americanos potencializou meu objetivo”.

”Minha vontade de ganhar o brasileiro ficou ainda maior e esta foi a chance que eu tive de provar pra todo mundo que de fato eles estavam errados em não terem feito uma seletiva”.

”Eu sei que isso não trará o Pan de volta, mas pelo menos consegui deixar uma mensagem clara para futuros gestores do squash que não repitam o mesmo erro.”

Palavras de Alarcon

Rafael Alarcon vinha embalado após vitória na última etapa do circuito nacional em outubro e carregava o retrospecto de ser o maior vencedor de títulos brasileiros da história.

A lenda do squash brasileiro de 42 anos buscava sua 17ª conquista. Após 16 vitórias em finais, esta foi a primeira derrota de Alarcon em decisões.

”Eu vinha falando durante o torneio. Eu seria o primeiro a dar os parabéns ao cara que ganhasse de mim, antes do pai e da mãe dele. Eu fui o primeiro a dar os parabéns ao Guilherme e estou arrepiado pelo o que ele jogou”.

”Isso aconteceu comigo há 20 anos atrás e eu fui campeão brasileiro. Já passei na posição dele. Ele tem que curtir, comemorar e se quiser me pagar uma cerveja agora após o jogo eu aceito” concluiu Rafael Alarcon.

Planejamento e foco no título

Com 28 anos, Melo é atleta do Clube Atlético Ypiranga e conta no Brasil com a supervisão técnica de Julio Caseiro.

”Há dois anos, o campeonato brasileiro era a minha meta, quando voltei a treinar com o Julio Caseiro e montei meu planejamento de treinamento”.

”Ano passado fiquei nas quartas e este ano tive a felicidade de vencer. Os três meses República Checa foram muito importantes”.

”Ganhei um volume e ritmo de jogo muito grande. E só o fato de treinar com jogadores diferentes e sair um pouco do circuito nacional foi uma experiência muito positiva e contribuiu com a conquista do título”

Sem a possibilidade de disputa de torneios da PSA no Brasil, o paulista que ocupa apenas a posição de 234 no ranking do PSA World Tour embarca nesta terça-feira (18) para os Estados Unidos.

Já na quarta-feira (19), Guilherme Melo enfrenta o número 347 do mundo, Ahmed Medan do Egito, pelo Life Time Open, em Las Vegas.

Na semana seguinte, o campeão brasileiro segue para o Canadá e disputa o Medicine Hat Open. Melo enfrenta na primeira rodada paquistanês Muhammad Abdul Qadir, número 451 no PSA World Tour.

”Agora minha prioridade máxima é o PSA”.

”Quero melhorar minha posição com objetivo inicial de ser o brasileiro melhor colocado no ranking mundial. Acredito que até o fim do ano consiga baixar até 200 do mundo e o foco é baixar cada vez mais, quem sabe até os 150 até a metade de 2020.”

Guilherme finalizou agradecendo seus principais apoiadores: ”Estou muito feliz, tenho que agradecer meu irmão e sua esposa, minha namorada, meus pais, ao CAY e Davids que sempre me deram grande apoio. Esse aqui é só o começo e eu quero muito mais.”

Campanha rumo ao título brasileiro de Guilherme Melo:

Primeira Rodada – Guilherme Melo 3-0 Vitor Vieira (11-7, 11-8, 11-3)
Quartas de Final – Guilherme Melo 3-0 Rodrigo Dias (11-3, 11-6, 11-5)
Semifinal – Guilherme Melo 3-1 Diego Gobbi (12-10, 6-11, 11-6, 11-8)
Final – Guilherme Melo 3-1 Rafael Alarcon (11-3, 9-11, 11-5, 11-7)

Pelo torneio feminino profissional, a gaúcha Thaisa Serafini venceu a paulista Juliana Pereira por 11-1, 11-3 e 11-8 conquistando assim seu décimo título brasileiro.

Reveja o jogo na íntegra a grande final do Campeonato Brasileiro de Squash entre Guilherme Melo e Rafael Alarcon (Fonte NSB TV):
https://www.facebook.com/NSB.SquashTV/videos/2509541776036138

Fonte (Imagens): Arquivo pessoal