Antes de Tóquio, nadador Matheus Gonche passa por testes Centro de Referência de Ciências do Esporte

O atleta está classificado para os Jogos na prova dos 100 m borboleta, após vencer a seletiva olímpica em abril, no Rio de Janeiro (RJ)

O nadador Matheus Gonche participou de uma série de avaliações físicas no SESI-SP visando a fase final de preparação para Tóquio 2020.

O atleta está classificado para os Jogos na prova dos 100 m borboleta, após vencer a seletiva olímpica em abril, no Rio de Janeiro (RJ).

Ao lado de Etiene Medeiros, o nadador de Resende (RJ) fez três monitoramentos no CRCE – Centro de Referência de Ciências do Esporte coordenadas pelo profissional Fabiano Gomes Teixeira. As avaliações foram de biomecânica, nutrição e psicologia.

Os trabalhos estão alinhados com o planejamento do treinador Fernando Vanzella em direção aos Jogos, que começam no mês de julho. O jovem atleta de 22 anos deve participar de outras competições até a Olimpíada do Japão.

Para chegar em busca de melhores resultados para o Brasil, Matheus Gonche promete seguir a risca o planejamento e se dedicar ainda mais nos treinos e competições. Por isso, avaliações profissionais como a do CRCE ajudam nesse momento.

”O nível de profissionalismo da equipe do SESI-SP é enorme. O trabalho de todos foi fundamental para que eu obtivesse minhas melhores marcas na carreira e chegasse a tão sonhada vaga olímpica. Meu foco é melhorar as minhas marcas”, disse o nadador.

Na seletiva olímpica, Matheus Gonche nadou a prova dos 100 m borboleta em 51s94, abaixo do índice de 51s96, e conquistou a vaga para as Olimpíadas. O nadador de Rezende (RJ) foi o único da equipe paulista confirmado em provas individuais.

Testes no CRCE

Matheus Gonche iniciou a bateria com os testes da área cognitiva oferecida pela parceria Sensorial Sports, avaliando qualidade de reação, de tomada de decisão, tensão, controle de impulsividade e visão periférica.

Com a supervisão da psicóloga Cristiane Marconi, o atleta olímpico recebeu um relatório de composição corporal. depois foi a vez da área de biomecânica

”Realizamos as avaliações biomecânicas, tiramos métrica isocinética que avalia a potência a relação de equilíbrio músculos agonistas e antagonista, as assimetrias do corpo direito esquerdo tanto da articulação do joelho como da articulação do ombro”.

”Essa avaliação é muito bacana porque são dados que permitem direcionar um programa de treinamento ou até mesmo de estabilização se houver algum desequilíbrio muscular detectado, isolando os grupos musculares, e determinam de onde existe realmente as deficiências musculares”, disse Fabiano Teixeira, do SESI-SP

”Fizemos também uma avaliação que a gente tem o hábito de fazer periodicamente que é a de salto vertical, apropriada para determinar as características explosivas de membros inferiores, a potência de membros inferiores”.

”Realizamos três tipos de salto squash Jump, o salto contramovimento e o salto com contramovimento utilizando os braços, que tem natação por exemplo uma relação direta com a saída do bloco e até mesmo com as viradas, esse é dado que a gente monitora de algum tempo do Mateus”.

Antes da vaga olímpica, o atleta focou na preparação nos últimos meses em São Bernardo do Campo (SP), fazendo training camps em Recife (PE) com a equipe do SESI. Matheus Gonche é treinado pelo experiente treinador Fernando Vanzella.

Sobre Matheus Gonche

Especialista no nado borboleta, Matheus Gonche acumula grandes resultados nas categorias de base da natação. Ele é apoiado pela On Board Sports.

O atleta, natural de Resende (RJ) foi eneacampeão brasileiro (nove vezes) nos 200 metros borboleta, sua prova principal, e octacampeão (oito vezes campeão) dos 100 m borboleta nas categorias de base da natação.

Acesse o site do atleta
www.matheusgonche.com.br

————

Entre em contato com a equipe On Board Sports:

🏊‍♀️ Katarine Monteiro
📧 katarine@onboardsports.net | redacao@onboardsports.net
📱+55 11 99217-6474
🔛 www.onboardsports.net

Compartilhe

Mais posts

Nos envie uma mensagem