Fórmula E: Frijns vence o segundo ePrix de Nova York, e Vergne conquista o bicampeonato

0
Divulgação/Fórmula E

A 5ª Temporada da Fórmula E terminou na tarde deste domingo em Nova York, com a vitória de Robin Frijns, e o bicampeonato do francês Jean-Eric Vergne, em uma prova onde ele evitou riscos.

E a Fórmula E conheceu neste domingo em Nova York o seu primeiro bicampeão: trata-se do francês Jean-Eric Vergne (DS Techeetah), que fez uma corrida sem correr grandes riscos, terminando em sétimo lugar, o suficiente para garantir mais uma conquista.

“Foi incrível, coloquei 10 anos de carreira nesta corrida, e no fim deu tudo certo. Consegui evitar os perigos, fazer uma prova melhor que a de ontem e conquistar o título. Estou muito feliz”, declarou Vergne após o término da prova.

O vencedor da prova foi o holandês Robin Frijns (Envision Virgin Racing), que conquistou sua segunda vitória na Fórmula E, após uma boa ultrapassagem para cima de Alexander Sims (BMW i Andretti Motorsport) nas voltas finais.

Como foi a prova

Três pilotos começaram o ePrix de Nova York lutando pelo título: Jean-Eric Vergne, Lucas di Grassi (Audi Sport ABT Schaeffler) e Mitch Evans (Panasonic Jaguar Racing). Tanto para o brasileiro quanto para o piloto britânico, era preciso vencer e torcer para o francês ficar de fora do top-10.

Largando na Julius Baer Pole Position, Alexander Sims conseguiu se manter na liderança após a largada, enquanto Robin Frijns perdeu a segunda colocação para Sébastien Buemi (Nissan e.Dams).

Na parte intermediária do grid, Lucas di Grassi ficou em 10º, seguido justamente por Vergne na 11ª posição.

não demorou muito para ter confusão: José Maria Lopez (GEOX Dragon) acabou rodando em uma disputa de posição com André Lotterer (DS Techeetah) e por conta disso, foi necessário a entrada do safety car.

Após a relargada, Frijns partiu para o ataque em Buemi, e não demorou muito para recuperar a segunda posição perdida na largada.

A corrida deste domingo não teve tantas dispuitas na pista quanto na corrida de sábado, mas ainda assim, alguns pilotos arriscaram mais, principalmente Lucas di Grassi e Mitch Evans, que previsavam vencer.

E foi justamente essa necessidade de conquistar o máximo de pontos possíveis que fez com que Di Grassi e Evans batessem na última volta em uma disputa pela sexta posição, e com isso, não completando a prova.

Melhor para Jean-Eric Vergne, que com a sétima colocação garantiu o bicampeonato da categoria. Sua equipe, a DS Techeetah, também garantiu o campeonato de equipes.

Robin Frijns recebeu a bandeirada em primeiro, seguido por Alexander Sims e o suíço Sébastien Buemi, que com o terceiro lugar ficou com a vice-liderança da competição.

O brasileiro Felipe Massa, que largou na ultima posição do grid, terminou a prova na 16ª colocação.

Classificação final do campeonato de pilotos:
1º Jean-Eric Vergne (FRA) – DS Techeetah: 136 pontos
2º Sébastien Buemi (SUI) – Nissan e.Dams: 119 pontos
3º Lucas di Grassi (BRA) – Audi Sport ABT Schaeffler: 108 pontos
4º Robin Frijns (HOL) – Envision Virgin Racing: 106 pontos
5º Mitch Evans (NZL) – Panasonic Jaguar Racing: 105 pontos
6º Antônio Félix da Costa (POR) – BMW i Andretti Motorsport: 99 pontos
7º Daniel Abt (ALE) – Audi Sport ABT Schaeffler: 95 pontos
8º André Lotterer (ALE) – DS Techeetah: 86 pontos
9º Sam Bird (GBR) – Envision Virgin Racing: 85 pontos
10º Oliver Rowland (GBR) – Nissan e.Dams: 71 pontos
11º Jêromé D’Ambrósio (BEL) – Mahindra Racing: 67 pontos
12º Pascal Wehrlein (ALE) – Mahindra Racing: 58 pontos
13º Alexander Sims (GBR) – BMW i Andretti Motorsport: 57 pontos
14º Edoardo Mortara (SUI) – Venturi Formula E Team: 52 pontos
15º Felipe Massa (BRA) – Venturi Formula E Team: 36 pontos
16º Stoffel Vandoorne (BEL) – HWA Racelab: 35 pontos
17º Maximilian Günther (ALE) – GEOX Dragon: 20 pontos
18º Alex Lynn (GBR) – Panasonic Jaguar Racing: 10 pontos
19º Gary Paffety (GBR) – HWA Racelab: 09 pontos
20º Oliver Turvey (GBR) – NIO Formula E Team: 07 pontos
21º José Maria López (ARG) – GEOX Dragon: 03 pontos
22º Nelson Piquet Jr. (BRA) – Panasonic Jaguar Racing: 01 ponto

Classificação Final do Mundial de Construtores:
1º DS Techeetah (CHI) – 222 pontos
2º Audi Sport ABT Schaeffler (ALE) – 203 pontos
3º Envision Virgin Racing (GBR) – 191 pontos
4º Nissan e.Dams (JAP) – 190 pontos
5º BMW i Andretti Motorsport (EUA) – 156 pontos
6º Mahindra Racing (IND) – 125 pontos
7º Panasonic Jaguar Racing (GBR) – 116 pontos
8º Venturi Formula E Team (MON) – 88 pontos
9º HWA Racelab (ALE) – 44 pontos
10º GEOX Dragon (EUA) – 23 pontos
11º NIO Formula E Team (GBR) – 07 pontos