Fórmula E: Saiba tudo sobre o New York City E-Prix 2019

0
Divulgação/Fórmula E

Chegou o momento de conhecermos o campeão da quinta temporada da Fórmula E. Seis pilotos ainda possuem chances matemáticas, mas Jean-Eric Vergne chega a Big Apple com 32 pontos de vantagem em relação ao segundo colocado no campeonato.

Será realizado no próximo fim de semana, a rodada dupla que encerra a temporada 2018-19 da Fórmula E, que assim como no ano passado, terminará pelas ruas do Brooklin, em Nova Iorque, nos Estados Unidos.

E assim como ocorreu na temporada passada, o francês Jean-Eric Vergne (DS Techeetah) chega a Nova Iorque na liderança e com uma boa vantagem: desta vez, são 32 pontos em relação ao vice-líder, o brasileiro Lucas di Grassi, que assim como JEV, está na luta pelo inédito bicampeonato da categoria.

“Tem sido um grande ano para toda a equipe, agora com o apoio de um fabricante (a DS), conseguimos dar mais um passo à frente. Do meu lado, há obviamente o potencial de outro campeonato e a oportunidade da equipe conquistar o título que deixamos escapar no ano passado. Não faremos algo diferente para esta reta final de temporada, vamos seguir nossos preparativos dentro da normalidade e o trataremos como qualquer outra rodada, porque no final das contas, é assim, e os pontos são os mesmos das etapas anteriores”, declarou Jean-Eric Vergne, que fez questão de relembrar que apesar de ter conquistado o título da Fórmula E na rodada dupla de Nova Iorque do ano passado, viu a Techeetah deixar escapar o título no campeonato de equipes.

Na temporada passada, JEV chegou a Big Apple com 23 pontos de vantagem em relação ao britânico Sam Bird (Envision Virgin Racing), e garantiu o título na primeira corrida, ao terminar a prova na quinta colocação, enquanto Bird foi apenas o nono colocado. E ainda venceu a segunda corrida daquele fim de semana, encerrando em grande estilo a temporada.

No campeonato de equipes, a DS Techeetah chega as ruas do Brooklin com 43 pontos de vantagem para a Audi Sport ABT Schaeffler, e desta vez, a equipe chinesa quer a todo custo conquistar o título.

“É um cenário familiar para a equipe, pois chegamos a Nova York sob as mesmas premissas do ano passado. Só que desta vez, não vamos deixar o campeonato de equipes escapar. Ter perdido por apenas dois pontos no ano passado foi muito doloroso, então vamos fazer tudo ao nosso alcance para garantir que isso não aconteça novamente”, declarou Mark Preston, chefe da equipe DS Techeetah.

Lucas di Grassi ainda não abriu mão do campeonato

Pela quarta vez em cinco temporadas, o brasileiro Lucas di Grassi (Audi Sport ABT Schaeffler) chega a rodada final na luta pelo título, e pela terceira vez, necessitando de uma virada.

Na terceira temporada deu certo: reverteu não só a diferença de dez pontos em relação a Sebastian Buemi (hoje na Nissan e.Dams), como terminou 24 pontos a frente do suíço, descontando a virada que havia sofrido na temporada anterior.

E apesar de ter que tirar a maior diferença que um líder já conseguiu chegar a rodada final de uma temporada da Fórmula E, o piloto brasileiro segue acreditando em reverter a situação, e se baseia no bom retrospecto dos últimos anos na reta final para chegar ao tão cobiçado bicampeonato.

“Enquanto tivermos uma chance em termos absolutos, vamos dar tudo de nós. No passado, provamos mais de uma vez que o papel do caçador nos convém bem”, comentou Lucas di Grassi sobre a rodada dupla deste fim de semana, relembrando os feitos nas temporadas anteriores. Inclusive, o brasileiro foi bem nas provas disputadas em Nova Iorque ano passado: venceu a primeira, e terminou a corrida seguinte na segunda colocação.

Quem também tem demonstrado confiança e inspiração no passado recente da equipe, é o chefe da Audi Sport ABT Schaeffler, Allan McNish: “Começamos a temporada com o objetivo de vencer corridas e lutar por todos os títulos até o final – e conseguimos fazer isso. Olhando para a classificação, estamos obviamente enfrentando uma tarefa difícil. Mas Daniel [Abt], Lucas [di Grassi] e toda a equipe mostraram o que é possível com um desempenho incrível da equipe no ano passado. Não temos nada a perder, mas muito a ganhar.”

Além de Jean-Eric Vergne e Lucas di Grassi, mais quatro pilotos ainda possuem chances matemáticas, porém com possibilidades bem reduzidas: Mitch Evans (Panasonic Jaguar Racing) com 87 pontos, André Lotterer (DS Techeetah) com 86, Antonio Félix da Costa (BMW i Andretti Motorsport) com 82 e Robin Frijns (Envision Virgin Racing) com 81, ainda sonham com o inédito título da Fórmula E. Será que vão conseguir o “milagre”?

Massa encerra primeira temporada de olho em novo pódio

Em seu primeiro ano na Fórmula E, Felipe Massa teve um inicio de temporada complicado, mas logo marcou seus primeiros pontos e então veio o primeiro pódio, com o terceiro lugar obtido na “corrida de casa”, no Principado de Mônaco (o piloto brasileiro mora em Monte Carlo, sem falar que sua equipe, a Venturi Formula E Team é monegasca).

Agora, a missão é fechar a temporada com os melhores resultados possíveis, aprendendo mais um circuito importante da temporada e quem sabe, repetir o melhor resultado obtido neste primeiro ano na categoria de carros elétricos.

“Mal posso esperar para competir nestas duas últimas corridas. No início do fim de semana, precisaremos conhecer o traçado para chegarmos rapidamente ao ponto em que podemos ter o melhor desempenho. Então, como sempre acontece na Fórmula E, precisaremos ter uma atenção especial às sessões de qualificação e encontrar o ritmo certo durante a corrida, para fechar a nossa temporada com um final fantástico”, comentou o piloto brasileiro.

O 2019 New York City E-Prix será realizado neste fim de semana, nos dias 13 e 14 de julho, e terá a transmissão exclusiva no canal Fox Sports 2 a partir das 16h (horário de Brasília).

Confira abaixo os seis primeiros colocados da 5ª temporada da Fórmula E (e postulantes ao título), e a grade de horário da categoria para este fim de semana:

Temporada 2018-19 da Fórmula E – Campeonato de Pilotos
1º Jean-Eric Vergne (FRA) – DS Techeetah: 130 pontos
2º Lucas di Grassi (BRA) – Audi Sport ABT Schaeffler: 98 pontos
3º Mitch Evans (NZL) – Panasonic Jaguar Racing: 87 pontos
4º André Lotterer (ALE) – DS Techeetah: 86 pontos
5º Antônio Félix da Costa (POR) – BMW i Andretti Motorsport: 82 pontos
6º Robin Frijns (HOL) – Envision Virgin Racing: 81 pontos

Temporada 2018-19 da Fórmula E – Campeonato de Equipes
1º DS Techeetah (CHI) – 216 pontos
2º Audi Sport ABT Schaeffler (ALE) – 173 pontos
3º Envision Virgin Racing (GBR) – 150 pontos
4º Nissan e.Dams (JAP) – 139 pontos
5º Mahindra Racing (IND) – 117 pontos

Vencedores dos e-Prix anteriores:
Ad Diriyah – Antonio Félix da Costa (BMW i Andretti Motorsport)
Marrakesh – Jerome D’Ambrosio (Mahindra Racing)
Santiago – Sam Bird (Envision Virgin Racing)
Cidade do México – Lucas di Grassi (Audi Sport ABT Schaeffler)
Hong Kong – Edorardo Mortara (Venturi Formula E Team)
Sanya – Jean-Eric Vergne (DS Techeetah)
Roma – Mitch Evans (Panasonic Jaguar Racing)
Paris – Robin Frijns (Envision Virgin Racing)
Mônaco – Jean-Eric Vergne (DS Techeetah)
Berlim – Lucas di Grassi (Audi Sport ABT Schaeffler)
Berna – Jean-Eric Vergne (DS Techeetah)

Horários 2019 New York City E-Prix – Corrida 01
1º Treino Livre: 13/07 às 08h30
2º Treino Livre: 13/07 às 11h
Treino Classificatório: 13/07 às 12h45
Corrida/Largada: 13/07 às 17h

Horários 2019 New York City E-Prix – Corrida 02
3º Treino Livre: 14/07 às 10h
Treino Classificatório: 14/07 às 12h45
Corrida/Largada: 14/07 às 17h