ABB Formula E: Lucas di Grassi ultrapassa Wehrlein nos metros finais e vence ePrix da Cidade do México

0
Foto: FIA Formula E

Campeão da terceira temporada, Lucas di Grassi conseguiu a ultrapassagem para cima de Pascal Wehrlein nos últimos metros e garantiu a primeira vitória da temporada.

Neste sábado foi disputada a quarta etapa da 5ª temporada da ABB Fórmula E: o 2019 CBMM Niobium Mexico City ePrix. E o público mexicano viu uma corrida cheia de emoções do inicio ao fim.

Largando juntos na primeira fila, Pascal Wehrlein e Lucas di Grassi foram protagonistas da primeira a última curva da prova mexicana, e no final, o lugar mais alto do pódio ficou com o brasileiro, que conquistou a sua primeira vitória na temporada, a segunda no Autódromo Hermanos Rodríguez.

“Foi uma corrida fantástica. Larguei na primeira fila e consegui ir para cima, e ainda realizei a ultrapassagem em uma última volta completamente maluca, e tudo a apenas alguns metros da linha de chegada. Só tenho a agradecer a minha equipe, pois sem o trabalho que foi feito por eles nada disso seria possível”, comentou Lucas di Grassi após a corrida.

Na largada, Lucas di Grassi tentou atacar Pascal Wehrlein, mas o alemão se defendeu muito bem e sustentou a primeira colocação. Já o brasileiro foi surpreendido por uma manobra ousada de Oliver Rowland (Nissan e.Dams), e caiu para terceiro.

A corrida foi paralisada poucos minutos depois: Nelson Piquet Jr (Panasonic Jaguar Racing) tentou uma ultrapassagem para cima de Jean-Eric Vergne, e acabou acertando a DS Techeetah, decolou e bateu no muro. O piloto brasileiro saiu ileso da forte batida.

Pouco mais de vinte minutos depois, a prova recomeçou, com Pascal Wehrlein, Oliver Rowland, Lucas di Grassi, Sebastien Buemi (Nissan e.Dams) e Antonio Felix da Costa (BMW i Andretti Motorsport) nas cinco primeiras posições. O brasileiro Felipe Massa era o sexto colocado.

As primeiras posições só sofreram alterações na volta final: os dois carros da Nissan e.Dams ficaram sem energia e foram ultrapassados pelos demais. Já o brasileiro Lucas di Grassi, que havia ultrapassado Oliver Rowland, atacou Pascal Wehrlein e conquistou a primeira colocação a poucos metros da linha de chegada.

Punido por ter cortado uma chicane pela área de escape algumas curvas antes do final da prova, Pascal Wehrlein perdeu algumas posições e terminou a prova na sexta colocação. Antonio Félix da Costa e Edoardo Mortara (Venturi Formula E Team) completaram o pódio.

Os primeiros pontos de Massa e a estreia de Nasr

Após ter perdido duas posições na largada, Felipe Massa passou boa parte do ePrix da Cidade do México na sexta colocação. Após ter suportado a pressão do companheiro de equipe, Edoardo Mortara por quase metade da prova, acabou sendo ultrapassado.

Felipe Massa chegou a cair para a décima posição nas voltas finais, mas com os dois carros da Nissan e.Dams parando por falta de energia, o brasileiro terminou a corrida em oitavo e conquistou os primeiros pontos na Fórmula E.

Já Felipe Nasr conseguiu se manter na 14ª posição na qual largou, mas ao tentar usar a zona de ativação do Attack Mode na terceira volta, acabou atingido por um carro da NIO, caindo para a última posição. No final, o brasiliense terminou a corrida de estreia na 19ª posição.

Classificação do Mundial de Pilotos após quatro etapas:

1º Jêromé D’Ambrósio (BEL) – Mahindra Racing: 56 pontos

2º Antônio Félix da Costa (POR) – BMW i Andretti Motorsport: 46 pontos

3º Sam Bird (GBR) – Envision Virgin Racing: 45 pontos

4º Lucas di Grassi (BRA) – Audi Sport ABT Schaeffler: 34 pontos

5º Pascal Wehrlein (ALE) – Mahindra Racing: 30 pontos

6º André Lotterer (ALE) – DS Techeetah: 29 pontos

7º Robin Frijns (HOL) – Envision Virgin Racing: 28 pontos

8º Jean-Eric Vergne (FRA) – DS Techeetah: 28 pontos

9º Mitch Evans (NZL) – Panasonic Jaguar Racing: 28 pontos

10º Edoardo Mortara (SUI) – Venturi Formula E Team: 27 pontos

11º Daniel Abt (ALE) – Audi Sport ABT Schaeffler: 22 pontos

12º Alexander Sims (GBR) – BMW i Andretti Motorsport: 18 pontos

13º Sébastien Buemi (SUI) – Nissan e.Dams: 15 pontos

14º Oliver Rowland (GBR) – Nissan e.Dams: 06 pontos

15º Oliver Turvey (GBR) – NIO Formula E Team: 04 pontos

16º Felipe Massa (BRA) – Venturi Formula E Team: 04 pontos

17º José Maria López (ARG) – GEOX Dragon: 02 pontos

18º Nelson Piquet Jr. (BRA) – Panasonic Jaguar Racing: 01 ponto

Classificação Mundial de Construtores após quatro etapas:

2º Mahindra Racing (IND) – 83 pontos

1º Envision Virgin Racing (GBR) – 73 pontos

4º BMW i Andretti Motorsport (EUA) – 64 pontos

3º DS Techeetah (CHI) – 57 pontos

5º Audi Sport ABT Schaeffler (ALE) – 56 pontos

6º Venturi Formula E Team (MON) – 31 pontos

6º Panasonic Jaguar Racing (GBR) – 29 pontos

7º Nissan e.Dams (JAP) – 21 pontos

9º NIO Formula E Team (GBR) – 04 pontos

10º GEOX Dragon (EUA) – 02 pontos