Fórmula E comemora Dia Internacional da Mulher na Engenharia

0
Foto: Fórmula E

Após eventos bem-sucedidos na Cidade do México e no E-Prix de Berlim no início de 2019, a Fórmula E fez parceria novamente com a iniciativa Girls on Track da FIA para a temporada 2019/20 de Fórmula E, com eventos realizados durante a rodada dupla de abertura em Diriyah na Arabia Saudita, e na 3ª etapa realizada em Santiago no Chile.

Lançada em fevereiro de 2019 no E-Prix da Cidade do México, a iniciativa Girls On Track da FIA visa impactar a meta da FIA de igualdade de gênero e aumento da participação no automobilismo. Oferece uma oportunidade única de inspirar e incentivar meninas de 8 a 18 anos a se envolverem em uma série de atividades inovadoras que visam aumentar a confiança e criar novas oportunidades de carreira emocionantes.

As meninas puderam se envolver em oficinas técnicas para desenvolver suas habilidades em Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática (STEM) enquanto eram encorajadas a serem criativas e trabalharem em equipe.

Os participantes também aprenderam diretamente com os jornalistas do automobilismo como reportar em uma reunião de corrida e preparar uma notícia, além de apresentar uma entrevista para a câmera.

As meninas participaram de uma atividade de direção, guiadas por um instrutor em um simulador onde receberam dicas sobre onde frear, como pilotar nas curvas e quando acelerar, e na sequência saíram para uma volta prática em uma pista e duas voltas cronometradas – uma ótima oportunidade de dar a largada em uma carreira no kart.

A FIA Girls on Track nasceu do programa Dare To Be Different de Susie Wolff, atualmente chefe da equipe ROKiT Venturi Racing. A iniciativa foi fundada com o objetivo de incentivar as mulheres a participar do esporte a motor.

Para o Dia Internacional da Mulher na Engenharia, a ROKiT Venturi Racing contou a história de Delphine Buscaye, monegasca graduada em Mecânica Avançada e que ocupa posição de destaque na equipe, entre os principais engenheiros no dia a dia do time.

“Eu cresci em um ambiente em que você tinha que provar a si mesmo e provar o que pode fazer”, disse Biscaye, que está na Venturi desde 2009.

“Tive a ideia de que, se você quer fazer algo, deve fazê-lo e nem sempre deve pedir permissão ou aguardar conselhos e ajuda – basta fazer o seu melhor. Foi isso que me empurrou.”

“Se eu tivesse que oferecer um conselho a alguém que quer trabalhar no automobilismo – ou para a vida em geral – eu diria que não pare. Não dê ouvidos às pessoas que dizem que você não pode fazer isso. Apenas tente e você verá o que pode fazer.”