26 dias para a 6ª temporada da Fórmula E: O Reinado de JEV, parte 1

0
Foto: Fórmula E

Desta vez, não teve Di Grassi e Buemi na disputa pelo título. A batalha foi travada por Jean-Eric Vergne e Sam Bird, e foi desta forma que começou o “Reinado de JEV”

Ao contrário do que foi as três primeiras temporadas da Fórmula E, a quarta edição do campeonato de monopostos elétricos teve dois novos postulantes ao título: o francês Jean-Eric Vergne (Techeetah) e o britânico Sam Bird (DS Virgin Racing).

Ambos os pilotos estão presentes desde a primeira temporada da Fórmula E, e chegaram a rodada dupla e decisiva em Nova Iorque separados 23 pontos, com 58 pontos em jogo.

Porém, no treino classificatório para a primeira prova do fim de semana, ambos os pilotos não foram bem: enquanto Sam Bird conseguiu apenas o 14º tempo, JEV ficou em 18º.

Durante a prova, JEV mostrou todo o poder de sua Techeetah: conseguiu dar início a uma empolgante corrida de recuperação, e não demorou para chega no top-10, inclusive ultrapassando seu adversário na luta pelo título.

Enquanto Vergne seguia subindo de posição, Bird sofria com sua DS Virgin Racing, e apesar de todo o esforço, nada pôde fazer para evitar a conquista do título por JEV na penúltima prova do campeonato: o francês terminou a corrida em quinto, enquanto o britânico ficou em nono, aumentando a diferença para 31 pontos.

“Depois da situação complicada em Zurique na etapa passada, finalmente conseguimos. Quando você compete onde quer, você conquista campeonatos. Sonhei sim com o título, mas é melhor quando deixa de ser um sonho”, comentou o novo campeão da Fórmula E.

E apesar de ter garantido o título por antecipação, Vergne mostrou no dia seguinte o quanto foi merecida a sua conquista: o francês fechou a temporada com chave de ouro, vencendo a segunda corrida de Nova Iorque, e com o brasileiro Lucas di Grassi terminando em segundo lugar na prova, resultado que o fez superar Bird na classificação e lhe deu o vice-campeonato, depois de ter ficado sem pontuar nas primeiras cinco provas da competição.

E foi assim, que começou uma nova era na Fórmula E: o Reinado de JEV, pois na temporada seguinte, teríamos mais…