Athos, atleta ProSports, no Jornal O Vale desta terça-feira (12)

0
Athos, atleta ProSports, no Jornal O Vale desta terça-feira (12)
Athos, atleta ProSports, no Jornal O Vale desta terça-feira (12)

Matéria destaca participação do time de Taubaté na primeira Copa Libertadores de Voleibol.

Com Taubaté em quadra, Abaeté recebe finais da Libertadores de Vôlei

2019-02-12 00:59:15

Reta final. O Taubaté volta a encarar um time argentina na Copa Libertadores

Foto: /Arquivo

Marcos Eduardo Carvalho @marcosovale78 | @marcosovale78

O ginásio do Abaeté, em Taubaté será a sede da fase final da Copa Libertadores masculina de vôlei nesta terça e quarta-feira, com a disputa das semifinais e finais do ‘Final Four’ do torneio, que vive a sua primeira edição na história.

Esta fase é realizada no formato de eliminatória simples, com os dois vencedores indo para a final na quarta. Neste primeiro dia, o Sesi-SP encara o Sesc-RJ, a partir das 19h. No jogo de fundo, o Vôlei Taubaté encara o Bolívar Voley, da Argentina, a partir das 21h.

No dia seguinte, a partir das 16h45, acontece a decisão do terceiro lugar do torneio. O campeão será conhecido no jogo de fundo, a partir das 19h, no Caldeirão do Bonfim. Todas as partidas serão transmitidas ao vivo pelo canal SporTV.

Os ingressos poderão ser trocados por um quilo de alimento não-perecível, na Secretaria de Esportes e Lazer da Prefeitura de Taubaté e Clínica Sorridents, também na cidade.

O time da casa, comandado pelo técnico argentino Daniel Castellani, fez cinco jogos na primeira fase, que teve partidas disputadas no Brasil e na Argentina. Em confrontos contra o Libertad Burgi Voley e UPCN San Juan, ambos da Argentina, e o Sesi, os taubateanos completaram uma campanha com três vitórias e duas derrotas. Como cidade-sede da fase final, o Taubaté já tinha vaga assegurada no Final Four.

No elenco taubateano, a expectativa é grande, principalmente por jogar diante da torcida. “Estamos contentes em poder sediar a fase final da Copa Libertadores de Vôlei, acreditamos muito no nosso grupo que vem treinando forte durante a semana. Sabemos que será um jogo difícil contra o Bolivar, vamos precisar de muita paciência e disciplina, além de tática durante a partida! Contamos com o apoio da nossa torcida, para lotar o Abaeté nesta terça-feira”, afirmou o central taubateano Athos.

O levantador Rapha, um dos mais experientes do elenco, ressalta as dificuldades de enfrentar uma equipe argentina. “Jogar contra os times argentinos é sempre um desafio e nos força a nos adaptar em alguns fundamentos. O voleibol que eles praticam é diferente do que nós estamos acostumados aqui no Brasil. Enquanto contra equipe brasileira o jogo é muito sustentado pela força e poderio de ataque, nas equipes argentinas o jogo é mais técnico, é um outro voleibol, de muita defesa, passe efetivo, etc”, afirmou.

“Mas nós estamos focados, e já jogamos contra outros times argentinos nessa Libertadores. Vamos contar com a força da nossa torcida, jogando em casa, e temos tudo para fazer um bom jogo e sair com a vitória e a vaga na final”, disse o jogador da equipe taubateana, através da assessoria de imprensa.