Thiago Pereira mostra pela primeira vez suas 23 medalhas do Pan juntas

0

Pela primeira vez, o nadador Thiago Pereira conseguiu reunir as 23 medalhas conquistadas nos Jogos Pan-Americanos. O maior medalhista do Pan fez uma coletiva de imprensa nesta segunda-feira (17) em um hotel da capital paulista e mostrou seus triunfos obtidos nos últimos 12 anos. E tinha mais uma, a do Mundial de Kazan 2015. O sorriso no rosto do campeão era evidente! Satisfação por ser referência para a nova geração e por ajudar o País no quadro geral de medalhas.

“Antes de tudo eu represento meu Brasil, então isso não é apenas uma realização pessoal, mas uma satisfação muito grande por colocar nossa bandeira em um patamar elevado junto com as principais potências da modalidade. Espero com isso ter motivado muitas crianças e jovens com minhas conquistas. A gente cai na água, chega no nosso limite no treino, mais do que o limite nas competições, acabamos indo a 110% ou mais para atingir um resultado, e esses momentos duram minutos ou segundos, mas quando a gente está no pódio, olhamos para trás e dá pra ver que todos os sacrifícios valeram a pena”, contou o atleta de 29 anos.

Para juntar todas as 23 medalhas foi preciso ajuda da sua mãe Rose Vilela que cuida da maioria em Volta Redonda (RJ). As outras estavam com o próprio atleta, que se prepara para sua terceira competição em menos de dois meses.

Motivado

E pra quem acha os atuais recordes e títulos são suficientes, Thiago Pereira lembra que está cada vez mais motivado para os Jogos Olímpicos de 2016. O nadador do Minas Tênis Clube sabe que a cobrança será ainda maior por competir em casa, mas lembra que está mais maduro e consciente do seu potencial.

“Quando cheguei em Pequim 2008, após um ótimo Pan, a responsabilidade foi grande e infelizmente bati na trave. Depois veio o Pan de Guadalajara, onde quebrei vários recordes e novamente muitos duvidaram se realmente era aquilo tudo, lembrando que faltava uma medalha olímpica. Eu mesmo também me cobrava muito por isso. Mas em Londres 2012 consegui realizar meu sonho e consegui a prata tendo no páreo meus principais adversários, como Ryan Lochte e Michael Phelps. Assim, chego mais leve em 2016 por já ter essa conquista. Pressão sempre vai ter, mas acredito que será menor de todos os lados e isso também ajuda quando a gente vislumbra mais um grande resultado pela frente”.

Troféu José Finkel
Antes de pensar em 2016, Thiago Pereira lembra que ainda tem um compromisso importante à cumprir. No Troféu José Finkel, o nadador espera ajudar seu clube a conquistar o pentacampeonato na competição nacional. O atleta de Volta Redonda (RJ) cai na água nesta terça-feira (18) nos 100m borboleta. No dia seguinte (19) será a vez dos 400m medley e na sexta-feira (20) será a disputa de sua prova favorita, os 200m medley. Thiago ainda pode ajudar o Minas nas provas de revezamento, mas isso será definido de acordo com os resultados da semana.

Thiago Pereira é patrocinado pelos Correios e Speedo International Ltd. O nadador defende o Minas Tênis Clube, tem 29 anos e é natural de Volta Redonda (RJ). É dono de 23 medalhas pan-americanas, um recorde histórico. Em Londres-2012, o atleta conquistou a medalha de prata na prova dos 400 m medley.

O medalhista olímpico também é vice-presidente da Comissão de Atletas da FINA – Federação Internacional de Natação – e integrante das Comissões de Atletas do COB – Comitê Olímpico Brasileiro – e da Odepa – Organização Desportiva Pan-Americana.