Renan Michelucci, atleta Pro Sports, escreve ao jornal Lance!

0
Renan Michelucci, atleta Pro Sports, escreve ao jornal Lance!
Renan Michelucci, atleta Pro Sports, escreve ao jornal Lance!

O campeão da Superliga com o Taubaté e atleta Pro Sports, Renan Michelucci, escreveu ao jornal Lance! desta quinta-feira (16) sobre a emoção de seu primeiro título.

A emoção de ser campeão da Superliga

Por Renan Michelucci, jogador do Taubaté Vôlei

Oi pessoal do Lance! Aqui é o Renan Michelucci, jogador profissional de voleibol. Tive a felicidade de estar no grupo campeão da Superliga Masculina edição 2018/2019 com o time do EMS/Taubaté/FUNVIC.

Jogar um campeonato tão longo não é uma tarefa fácil. Mas valeu a pena no final. Os cinco jogos da final, mesmo que desgastantes, serviram como aprendizado para o grupo e fizeram com que nós chegássemos ao último jogo preparados para vencer. Vencemos por 3 a 1 na Arena Suzano, em São Paulo.

A experiência dessa Superliga foi muito importante para mim. Consegui ser campeão no primeiro ano de liga A. Estou muito feliz, principalmente por ter ajudado a equipe nas oportunidades que eu tive. Foi uma temporada de muito aprendizado, eu joguei ao lado de grandes jogadores, nomes renomados no voleibol nacional e internacional.

Foi um ano importante na minha carreira e espero que daqui para frente tenha ainda mais conquistas. Comecei minha carreira em 2011 no time do Ibirapuera, fiquei até 2013. Na temporada seguinte fui para o São Caetano. Depois disso em 2014/15 joguei uma temporada no time da Molfetta da Itália, depois joguei em São Bernardo (15/16), Blumenau (16/17) e Botafogo. Logo após o Botafogo fui para o Taubaté.

É uma felicidade enorme ter feito parte da primeira conquista de Superliga do time do Vale do Paraíba.  Acredito que o ponto mais forte da equipe ao longo de todo o campeonato foi a agressividade.

Trabalhamos o nosso saque e todas os fundamentos de uma forma agressiva. Nossa mudança de postura no meio do campeonato foi primordial para ganharmos o campeonato. Nosso time, desde o começo, foi sempre muito unido, então faltava uma mudança de atitude que tivemos da metade do campeonato para o final.

Ficamos mais agressivos e conseguimos impor nosso ritmo em muitos jogos. Com sucesso, fomos campeões. Foi um momento marcante, acredito que um dos mais especiais da minha vida! Agora é seguir trabalhando para crescer e chegar cada vez mais longe!

Agradeço a ProSports, que agencia minha carreira, e quero agradecer ao Valverde, meu primeiro treinador lá de Poços de Caldas.