Natália Fernandes, atleta ProSports, escreve ao Lance

0
Natália Fernandes, atleta ProSports, escreve ao Lance
Natália Fernandes, atleta ProSports, escreve ao Lance

Atleta do Brasília Vôlei e agenciada pela ProSports contou sobre sua experiência nas Seleções Brasileiras de base.

A importância das Seleções Brasileiras de Base 

Oi pessoal do Lance! Aqui é a Natalia Fernandes, jogadora de voleibol do Brasília Vôlei. O time está participando da Superliga Feminina 18/19 e atualmente tem 13 pontos conquistados.
Comecei minha carreira no Praia Clube em 2010/11 e depois fiquei duas temporadas no Esporte Clube Pinheiros. Na temporada passada joguei em Valinhos e fiquei, antes disso, quatro temporadas no SESI SP antes de me transferir para Brasília.
Acredito que minha evolução em todos esses times foi decorrente da participação no time brasileiro de base. Temos, mais do que tudo, dar atenção aos times da base do voleibol que ajudam a formar os atletas que temos hoje no mercado.
Estive por algumas temporadas nas Seleções Brasileiras de base. Comecei a fazer parte do grupo entre 2010 e 2011 quando conquistamos o sexto lugar no Campeonato Mundial sub 21. Na temporada seguinte, estive no time feminino do Brasil que participou do Campeonato Mundial sub-18.
Em 2014/15 fui Campeã Sul-Americana sub-22 na Colômbia e em 2015/16 fui Campeã Sul Americana no sub-23, em Lima no Peru. Todas essas experiências na Seleção me tornaram uma atleta melhor e fizeram eu ter experiências que jamais imaginaria.
Acredito que a importância da Seleção de base esteja na união do grupo, no amadurecimento tanto técnico quanto pessoal de cada uma, e em prol da melhora do voleibol no Brasil.
Temos grandes nomes que vieram da base e acredito que cada vez mais surgirão atletas do mais alto nível técnico para ajudar a Seleção Brasileira absoluta e os times brasileiros em grandes competições, como a Superliga.
Continuem torcendo para o time do Brasil e não deixem de dar sempre uma bela olhada nos times da base! Até a próxima.