Natália Fernandes, atleta Pro Sports, escreve ao Lance!

0
Natália Fernandes, atleta Pro Sports, escreve ao Lance!
Natália Fernandes, atleta Pro Sports, escreve ao Lance!

Atleta agenciada pela Pro Sports Brazil escreveu ao Lance! desta quinta-feira (09) sobre o “Try Out e Draft” da Liga Koreana, realizada no Canadá

“Vestibular” de voleibol no Canadá 

Por Natalia Fernandes, jogadora de voleibol 

 

Oi pessoal do Lance! Aqui é atacante Natalia Fernandes, jogadora de voleibol profissional, na última temporada joguei no Brasília Vôlei e já tive passagens pelas seleções de base do Brasil. Na última semana eu e algumas de minhas colegas agenciadas pela Pro Sports Brazil passamos uns dias no Canadá para o “Try Out e Draft” da Liga Koreana de voleibol. Trata-se de um processo em que os clubes selecionam atletas estrangeiras para fazer parte de suas equipes nos anos seguintes. Foram 3 dias de treinamentos muito intensos.

Acredito que a muito tempo não saltava e atacava tanto. Nós começamos jogando porque a minha equipe junto com as jogadoras Valentina Diouf e a Yoana Palacio (SESI Vôlei Bauru) era uma das principais. Uma das estratégias deles nesses testes é sempre mesclar entre jogos e treinos. A experiência para mim foi muito boa, conheci novas atletas, muitas delas que nunca joguei contra. Durante as atividades fazíamos trocas de posição, ate cheguei a atuar de central. Os organizadores chamaram levantadoras de universidades canadenses. Elas nos ajudaram muito e foi muito bom conhecer uma nova escola.

Foi muito bom para mim ter ido ao Canadá para conhecer os organizadores desse novo e único modelo de contratação. Sei que mais de uma centena de atletas se inscreveram. Apenas 24 foram chamadas a ir a Toronto e 4 assinaram contratos com as equipes Koreanas para a temporada 2019/2020. Dei o melhor de mim, e uma das coisas que mais me impressionou foi que lá eles gostam muito de treinar.
Eles perguntaram se nós estávamos 100% na entrevista, mas ninguém estava. Algumas paradas, algumas sem treinar por conta do fim da temporada. Eles estavam focados em meninas altas e que atacam forte. Tinha algumas atletas com 2,10 m.

Aqui no Brasil esse tipo de “teste” acontece mais quando se é jogadora de categoria de base. No adulto as contratações são diretas e através dos agentes de cada jogadora. Uma das formas de nos preparar para o próximo Draft são os trainning camps. Teremos a segunda edição do ProSports VolleyBall Camp, um camp de treinamentos de voleibol que será realizado entre os dias 1 e 5 de julho em Taubaté, no interior de São Paulo.

Neste camp será usada toda a estrutura do FUNVIC Taubaté, finalista da Superliga Masculina deste ano. Os participantes do acampamento de vôlei terão imersão em fundamentos da modalidade, periodização de treinos, utilização de equipamentos profissionais e convívio com jogadores de alto nível profissional, tanto no Brasil quanto no exterior. Além disso, teremos também a capacitação dos treinadores, comandada pelo técnico Cezar Douglas.

Esses training camps são muito importantes, não só para os atletas que estão começando, mas também para os treinadores e jogadores trocarem experiências. Tenho certeza que todos saem ganhando. Venha treinar conosco em Taubaté! Até a próxima!