Groenewegen vence no sprint e se torna sexto ciclista a ganhar em sete etapas do Tour de France

0
Groenewegen vence no sprint e se torna sexto ciclista a ganhar em sete etapas do Tour de France
Groenewegen vence no sprint e se torna sexto ciclista a ganhar em sete etapas do Tour de France

Apontado como um dos melhores velocistas da atualidade, Dylan Groenewegen (Jumbo – Visma) demorou sete dias, mas venceu sua primeira no Tour de France 2019, nesta sexta-feira (12). Foram 230 km na sétima etapa, entre Belfort e Chalon-sur-Saône, num percurso considerado plano, porém, com grande incidência do vento.

Giulio Ciccone (Trek-Segafredo) chegou junto com o pelotão e manteve a camisa amarela de líder na classificação geral e os seis segundos de vantagem para Julian Alaphilippe (Deceuninck – Quick-Step).

O objetivo inicial de Dylan Groenewegen era vencer na primeira, em Bruxelas, e vestir a camisa amarela, porém, o holandês caiu com 1,5 km para o final e seu companheiro de equipe, Mike Teunissen, ficou com o triunfo. De quebra, Groenewegen se tornou o sexto ciclista diferente a ganhar nesta edição do Tour.

Stéphane Rossetto (Cofidis) e Yoann Offredo (Wanty-Gobert) saíram na fuga do dia, mas com o forte vento contra e o pelotão controlando a escapada, não conseguiram abrir grande vantagem. A dupla acabou absorvida pelo pelote com 12 km para o final.

Alguns acidentes também marcaram a etapa. Logo no km 8, vários ciclistas foram ao chão, incluindo Teunissen e Tejay Van Garderen (EF First Education). O americano precisou de atendimento médico porque sofreu cortes no rosto e na perna, mas continuou na prova.

Nicolas Roche (Sunweb) também caiu com 130 km, mas rapidamente voltou.
Após neutralizar a fuga, as principais equipes tentaram levar seus capitães para melhor posição possível no pelotão para proteger do vento e de possíveis acidentes.

A Jumbo – Visma tomou à frente, mas parecia que Caleb Ewan (Lotto Soudal) estava em vantagem no sprint. Porém, Groenewegen mostrou sua força e venceu por uma diferença mínima em Chalon-sur-Saône.

Peter Sagan (Bora-Hansgrohe) terminou na terceira colocação e abocanhou pontos importantes para manter a camisa verde. O eslovaco agora está com 56 pontos a mais do que o segundo colocado Sony Colbrelli (Bahrain – Merida).

“Toda vez que eu corro contra o Caleb (Ewan), é sempre muito disputado. Ele é um sprinter muito bom, mas hoje eu pude vencê-lo e estou muito feliz com esse resultado. No primeiro dia eu caí com muita força e nos dias seguintes estive realmente mal, mas ontem me senti bem de novo. Hoje, meu time trabalhou muito para mim e nós vencemos, então estou muito feliz com essa vitória”, declarou Groenewegen.

8ª etapa
A oitava etapa do Tour de France terá 200 km entre Mâcon e Saint-Étienne e será recheada de médias montanhas. Ao todo, serão cinco subidas de categoria 2 e duas de categoria 3 num sobe e desce que promete agitar o pelotão. Chance para Julian Alaphilippe tentar retomar a camisa amarela.

L’Etape Brasil
O Tour de France também oferece oportunidades para atletas amadores participarem da prova com a realização do L’Étape pelo mundo. A versão brasileira será disputada em 29 de setembro, na cidade de Campos do Jordão (SP), e terá até 3 mil participantes.
Com a chancela do tradicional Tour de France, o L’Étape Brasil mantém as características de uma parte da corrida francesa. Em 2018, ciclistas de todos os estados brasileiros inscreveram-se na prova, aberta também a atletas amadores.

Classificação da etapa:
1- Dylan Groenewegen (Jumbo – Visma): 6h02’44’’
2- Caleb Ewan (Lotto Soudal): m/t
3- Peter Sagan (Bora – Hansgrohe)): m/t
4- Sony Colbrelli (Bahrain – Merida): m/t
5- Jasper Philipsen (UAE – Emirates): m/t

Classificação geral:
1- Giulio Ciccone (Trek – Segafredo): 29h17’39’’
2- Julian Alaphilippe (Deceuninck – Quick-Step): 6’’
3- Dylan Teuns (Bahrain – Merida): +32’’
4- George Bennet (Jumbo – Visma): +47’’
5- Geraint Thomas (Ineos): +49’’

Classificação por pontos:
1- Peter Sagan (Bora – Hansgrohe): 177 pts
2- Michael Matthews (Sunweb): 121 pts
3- Elia Viviani (Deuceninck – Quick-Step): 117 pts

Classificação de melhor escalador:
1- Tim Wellens (Lotto Soudal): 43 pts
2- Giulio Ciccone (Trek – Segafredo): 30 pts
3- Xandro Meurisse (Wanty – Gobert): 27 pts

Classificação do melhor jovem:
1- Giulio Ciccone (Trek – Segafredo): 29h17’39’’
2- Egan Bernal (Ineos): +53’’
3- Enric Mas (Deceuninck – Quick-Step): +1’23’’