Betfair.net revive a conquista surpreendente do Once Caldas na Libertadores de 2004

0

A CONMEBOL Libertadores de 2004 marcou uma das conquistas mais surpreendentes da história do futebol sul-americano.

O título do Once Caldas, da Colômbia, sobre os argentinos do Boca Juniors é a atração do sétimo episódio da série “Todo Resultado É Possível”, da Betfair.net, analisado nas vozes dos embaixadores Mauro Cezar e Chico Garcia.

Em uma edição que tinha uma variedade de times candidatos ao título, como o próprio Boca, Independiente, River Plate, Rosario Central, Vélez Sarsfield, Santos, São Paulo e Cruzeiro, foram os colombianos comandados por Luis Fernando Montoya que roubaram a cena. A defesa eficiente, capaz de derrubar cada um dos gigantes da América, foi marca registrada da equipe.

“Foi uma das trajetórias mais incríveis da história da Copa. O modesto Once Caldas apostou na defesa e no performático goleiro Henao para derrubar multicampeões pelo caminho, como Vélez, Santos e São Paulo. Na final, bateu o poderoso Boca Juniors nos pênaltis e conquistou um título inédito da Libertadores. Manizales, na Colômbia, entrou no mapa pela primeira vez não pelo café, mas pelo futebol”, recordou Chico Garcia.

Na fase de mata-mata, o time colombiano teve duas vitórias e seis empates, com apenas quatro gols sofridos. Em todo o torneio, perdeu apenas uma vez, para o Maracaibo, fora de casa.

Após 0 a 0 no jogo de ida da decisão, a conquista do Once Caldas foi selada por 2 a 0, nos pênaltis, após empate em 1 a 1 no tempo normal. O Boca, que havia chegado a quatro das últimas cinco finais, falhou nas cobranças das penalidades, um dos pontos fortes do elenco comandado por Carlos Bianchi. 

O time não marcou um gol sequer em quatro cobranças. Duas delas foram defendidas por Henao, uma acertou a trave e a outra foi para fora. A emoção tomou conta do Estádio Palogrande, em Manizales.

“Que time era aquele! O Once Caldas se fechava e complicava os adversários tradicionais, em tese mais fortes. Um pouco conhecido clube da Colômbia se atrevia a encarar alguns campeões da Libertadores. Deixou para trás times de peso e derrotou na final o favorito, e então detentor do título, Boca Juniors. O técnico Luis Fernando Montoya montou uma muralha defensiva e fez do clube de Manizales a grande surpresa daquela temporada”, lembrou Mauro Cezar.

Somente o Atlético Nacional de Medellín havia sido campeão da América entre os colombianos até então.

Campeão no torneio Apertura de 2003, quebrando jejum de 53 anos, o Once Caldas classificou-se para a Libertadores do ano seguinte. Maracaibo, da Venezuela, Fénix, do Uruguai, e Vélez Sarsfield, da Argentina, eram os rivais na fase de grupos. Em mata-mata, foram batidos Barcelona de Guayaquil, nos pênaltis, Santos e São Paulo para que fosse alcançada a final.

A série “Todo Resultado É Possível” fará os fãs recordarem oito momentos memoráveis da competição, em que o futebol quebrou prognósticos e mostrou por que é o esporte mais popular do mundo. 

A atração da estreia foi o título do Flamengo em 2019, com uma vitória incrível nos minutos finais sobre o River Plate por 2 a 1, em Lima. Em seguida, os embaixadores recordaram o fim da “maldição” das oitavas do Grêmio na Libertadores, com o triunfo sobre o Godoy Cruz (ARG), em 2017, a vitória de virada do Internacional sobre o Chivas Guadalajara (MEX) por 3 a 2 na decisão de 2010, o golaço de Cleiton Xavier que salvou o Palmeiras em 2009, o triunfo do Santos sobre o Colo-Colo na fase de grupos em 2011, que marcou uma reviravolta para a equipe de Muricy Ramalho no caminho até o tricampeonato, e a defesa de Cássio que alavancou o Corinthians para a conquista inédita em 2012.

Youtube link 

https://youtu.be/mRoWBsCyLg4

Informações para a Imprensa

Para mais informações, entre em contato com betfaircsmsaopaulo@onboardsports.net 

Sobre a Betfair.net:

A Betfair.net é parceira oficial da CONMEBOL Libertadores e CONMEBOL Sul-Americana.