Thiago Pereira recordista de pódios no Pan e recordista de participações em Mundiais

Depois do show no Pan de Toronto, brasileiro busca ouro nos 200 m medley. Será seu sexto Mundial de piscina longa

0
426

Thiago Pereira estreia, nesta quarta-feira (5), no Mundial de Desportos Aquáticos de Kazan, na Rússia, na prova dos 200 m medley, sua favorita. O atleta do Minas Tênis Clube vai escrever mais uma página na história da natação nacional igualando o número de seis participações em mundiais de Flávia Delaroli, tendo representado o nosso país em Barcelona 2003, Melbourne 2007, Roma 2009, Xangai 2011, Barcelona 2013 e agora em Kazan 2015.

“Tenho orgulho de poder defender o Brasil em seis mundiais de piscina longa. Peguei o início da transição da geração do Gustavo Borges e do Fenando Scherer em 2003. Depois veio a consolidação da minha geração, que além dos brasileiros que sempre brilham, tem nomes como Michael Phelps e Ryan Lochte justamente nas minhas provas”, disse Thiago Pereira, que não participou da edição de Montreal 2005 por uma contusão.

E os recordes podem aumentar! Thiago Pereira é o maior medalhista da natação brasileira levando em conta os principais eventos mundiais. Nos campeonatos de primeira linha – Jogos Olímpicos, Mundiais de Longa, Mundiais de Curta, Jogos Pan-Americanos e Pan-Pacífico – o atleta de Volta Redonda (RJ) tem 33 medalhas ao lado de Gustavo Borges.

Motivação não falta para o nadador que acabou de se tornar o maior medalhista dos Jogos Pan-Americanos da história. O atleta tem a quinta melhor marca da distância na temporada: 1min57s42.

”Estou focado na minha principal prova! Nos 200 m medley fui bronze em Barcelona, quase pegando prata, faltando um centésimo. Estou motivado e pronto para ajudar o Brasil no evento”, contou o atleta.

Thiago Pereira é patrocinado pelos Correios e Speedo International Ltd. O nadador defende o Minas Tênis Clube, tem 29 anos e é natural de Volta Redonda (RJ). É dono de 23 medalhas pan-americanas, um recorde histórico. Em Londres-2012, o atleta conquistou a medalha de prata na prova dos 400 m medley.

O medalhista olímpico também é vice-presidente da Comissão de Atletas da FINA – Federação Internacional de Natação – e integrante das Comissões de Atletas do COB – Comitê Olímpico Brasileiro – e da Odepa – Organização Desportiva Pan-Americana.