Home Tags Posts tagged with "Boxe"

Boxe

A Top Rank confirmou que o mexicano Ivan Montero (20 vitórias e 2 derrotas) será o adversário do brasileiro Esquiva Falcão no dia 5 de agosto, em Los Angeles, nos Estados Unidos. Será a 18ª luta do medalhista olímpico como boxeador profissional e a primeira com 10 rounds. O capixaba está invicto, com um cartel de 17 vitórias, sendo 12 por nocaute.

”Estou com vontade de lutar novamente e pronto para vencer meu adversário. É um boxeador com um bom cartel e perigoso. Eu e a minha equipe já estamos estudando seus pontos fracos e fortes”, disse Esquiva Falcão.

O brasileiro treina em Oxnard, na Califórnia, onde fica a Robert Garcia Boxing Academy. ”Tem que treinar bastante para chegar ao meu único objetivo: ser campeão mundial”, falou. O pugilista da equipe Top Rank, patrocinado por Everlast, Paris Filmes e Netshoes, fez sua última luta em 17 de fevereiro deste ano, em El Paso, nos Estados Unidos. Esquiva superou por pontos Jaime Barboza, da Costa Rica.

O combate de Esquiva Falcão do dia 5 de agosto será uma preliminar da luta de Vasyl Lomachenko, um dos principais nomes do boxe mundial atualmente. ”Esquiva vai fazer uma luta divisora de águas, com 10 rounds. Será um combate duro contra um boxeador experiente. A Top Rank colocou o Esquiva em um evento importante e pelo que conversei com o treinador Robert Garcia, o brasileiro está muito bem”, disse o manager Sérgio Batarelli.

Veja o cartel de Esquiva Falcão aqui.

Mais informações sobre Esquiva Falcão no site www.toprank.com

As redes sociais de boxeador

Siga no Twitter: @EsquivaFalcao
A página oficial do atleta no Facebook é EsquivaFalcaoOficial
E veja as fotos do boxeador no Instagram: @EsquivaFalcao e @TeamEsquiva

Contatos:
Flávio Perez
flavio@onboardsports.net
Tel: +5511999498035
www.onboardsports.com.br

O manager Sérgio Batarelli foi o convidado do LANCE desta quinta-feira (15) para falar sobre sobre a migração do MMA para a nobre arte!

Confira no site ou nas bancas de todo o Brasil

Do UFC para o boxe

por Sérgio Batarelli – manager dos medalhistas olímpicos Esquiva Falcão e Robson Conceição

Caros leitores do LANCE! Hoje escrevo sobre um tema que vem dando o que falar no mundo das lutas, a migração de lutadores de MMA para o boxe. Na minha opinião, a principal causa é a financeira. No UFC, por exemplo, o atleta fatura, em alguns eventos, tanto quanto no boxe, só que o montante não é distribuído e acaba ficando para a própria organização. Enquanto no boxe, a quantia fica, em sua maior parte, para os lutadores.

Já existe um projeto nos Estados Unidos para que uma regulamentação semelhante a do boxe aconteça para os lutadores de MMA, como na chamada Mohammed Ali Act, em que os promotores são obrigados a divulgar, no caso de luta transmitida pela televisão aberta, os valores recebidos pela exibição do evento. Isso torna os valores mais claros para o atleta, que tem o poder de negociar a quantia que irá receber.

Nos canais pagos deve ocorrer o mesmo, apesar da dificuldade para se fazer a divulgação de valores antes da luta, o atleta e seus agentes podem negociar a porcentagem das vendas. Algo muito semelhante ao que era feito com estrelas que apareciam em capas de revistas, com relação ao seu direito de imagens.

E foi dessa forma que Manny Pacquiao faturou 300 milhões de dólares, na luta contra o Lloyd Maywheather Jr.

O boxe, comparado ao UFC, continua sendo o melhor pagador dentre os dois eventos esportivos de luta e continuará com este posto, pois o mercado de lutas prioriza o boxe. Dentro do Brasil o Ultimate é muito forte, muito por conta do tempo em que o próprio boxe havia ‘hibernado’ por aqui, mas nos Estados Unidos o boxe ainda reina e no nosso país o esporte despertou novamente.

Os próprios lutadores já estão enxergando essa diferença e, ao construírem suas carreiras no MMA, mais precisamente no UFC, estão migrando para o pugilismo.

É isso!!! Encerro convidando a todos para assistir a etapa número três do Boxing4You, considerado o maior evento da modalidade no Brasil. Será neste sábado, em Sorocaba (SP). Até lá!

 

Lutador brasileiro já aparece em 15º no ranking da Federação Internacional de Boxe nos pesos médios. Saiba mais sobre o planejamento de Sérgio Batarelli.

O próximo oponente dele será o norte-americano Scott Sigmon, com cartel de 29 vitórias (16 nocautes) e 11 derrotas . O combate será em Dallas, nos Estados Unidos.

O boxeador Esquiva Falcão tem novo treinador para sequência de sua carreira profissional. A partir desta segunda-feira (15), o norte-americano Robert Garcia continua o projeto de levar o brasileiro ao cinturão mundial da categoria dos médios – até 72kg. O medalhista olímpico treinava com o argentino Miguel Diaz, que segue como mentor de Esquiva Falcão.

”É um novo desafio fazer parte da equipe do Robert Garcia, que treinou vários campeões mundiais. Agora terei outros caras treinando diariamente comigo, mais sparrings, atletas trocando experiências, auxiliando na preparação física e no convívio. Agradeço demais ao Miguel Diaz, que é um pai pra mim! Ele continuará no meu time, pois sempre aprendo com ele. Vamos juntos até o título mundial”, disse Esquiva Falcão, de 27 anos.

Como Esquiva Falcão escreveu, o seu novo treinador comanda um grupo de boxeadores em Oxnard, na Califórnia, onde fica a Robert Garcia Boxing Academy. Atualmente, o técnico tem dois campeões em seu corner (Miguel García e Hernan Marquez) e foi eleito o treinador de 2011 pela The Ring Magazine e em 2012 pela Boxing Writers Association of America.

O próximo combate de Esquiva Falcão será em 30 de junho, em Dallas, nos Estados Unidos, contra o norte-americano Scott Sigmon, com cartel de 29 vitórias (16 nocautes) e 11 derrotas. ”A preparação segue muito forte aqui nos Estados Unidos para o combate de 10 rounds e a transição será simples. O Miguel Diaz e o Robert Garcia conversam muito sobre boxe e a escolha foi melhor pra mim”, finalizou Esquiva Falcão.

Esquiva Falcão tem um cartel de 17 lutas e 17 vitórias, sendo 12 por nocaute. O manager do brasileiro, Sérgio Batarelli, aprovou a mudança. ”Eu e o Miguel vínhamos conversando muito a respeito dessa nova etapa na carreira do Esquiva onde vai chegando na reta pelo título mundial, o Miguel é um ótimo treinador, já fez vários campeões mundiais, mas já está com uma idade muito avançada e em Las Vegas não estávamos encontrando sparrings para o Esquiva, e o Robert Garcia alem de ser um ótimo treinador tem sparrings de sobra para Esquiva, e acreditamos que essa mudança vai motivar ainda mais o atleta nessa fase”, disse.

Mais informações sobre Esquiva Falcão no site www.toprank.com

Veja o cartel de Esquiva Falcão aqui.

As redes sociais de boxeador

Siga no Twitter: @EsquivaFalcao
A página oficial do atleta no Facebook é EsquivaFalcaoOficial
E veja as fotos do boxeador no Instagram: @EsquivaFalcao e @TeamEsquiva

A 18ª luta de Esquiva Falcão como boxeador profissional foi alterada de 20 de maio para 30 de junho pela Top Rank. O motivo do adiamento foi uma pequena contusão no ombro sentida pelo medalhista olímpico nos treinamentos. Assim, a comissão técnica deu uma semana de descanso ao atleta para que não houvesse agravamento da lesão. O brasileiro, invicto na carreira, se prepara em Las Vegas, nos Estados Unidos para o seu primeiro desafio de 10 rounds. O objetivo da reta final de treinos será aumentar a resistência do brasileiro, que terá pela frente adversários mais duros. O próximo oponente será o norte-americano Scott Sigmon, com cartel de 29 vitórias (16 nocautes) e 11 derrotas . O combate será em Dallas, nos Estados Unidos.

“Venho treinando muito forte. Minha preparação está 100% e estamos focados em nossa próxima luta, a minha primeira de 10 rounds. Eu iria lutar no dia 20 de maio, mas tive uma lesão no ombro. Não é grave, mas incomodava bastante, por isso minha equipe e eu conversamos e resolvemos trocar a data, para me proteger e para a lesão não se agravar prejudicando meus golpes. Dia 30 de junho podem ter certeza de que irei buscar mais uma vitória e dessa vez eu quero o nocaute, porque na minha última luta acabei ganhando por pontos. Um nocaute vai valorizar meu cartel e o meu nome, e mostrar que posso ser campeão mundial”, comenta Esquiva Falcão.

O pugilista mostrou que segue firme após o período de recuperação e promete uma nova postura. “Podem ter certeza que vocês vão ver um Esquiva diferente, mais forte, mais preciso na hora de atirar os golpes. E estou indo para a luta com toda a força, garra e energia positiva que minha família e meus fãs passam para mim e, com isso, tenho certeza que vamos buscar mais uma vitória e dar o melhor. Será mais um passo para buscar o cinturão mundial”, completou o atleta da equipe Top Rank, patrocinado por Everlast, Paris Filmes e Netshoes.

Em 11 de abril de 2015, há exatos dois anos, o pugilista Esquiva Falcão conquistava a sua oitava vitória como atleta profissional, contra o norte-americano Omar Rojas. A vitória do medalhista olímpico ocorreu em Laredo, nos Estados Unidos, por decisão unânime, após o brasileiro levar a melhor nos seis rounds (60/54, 60/54. 60/54). Esquiva Falcão é atleta profissional da Top Rank Boxing desde 2014 e seu treinador é o argentino Miguel Diaz, um dos mais vitoriosos da modalidade. O atleta capixaba mora em Las Vegas, nos Estados Unidos, e é patrocinado por #ParisFilmes#Netshoes e #Everlast#JornalismoEsportivo#OnBoardSports #boxe #teamesquiva Sergio Batarelli ParisFilmes

Vídeo da luta: http://www.dailymotion.com/video/x2rz4ya

Mudando a cara do boxe brasileiro
Por Sérgio Batarelli, manager dos medalhistas olímpicos Esquiva Falcão e Robson Conceição
Olá leitores do LANCE! e fãs da nobre arte. O boxe hoje no Brasil passa por uma reciclagem e ganha seu merecido lugar de destaque no cenário nacional. Depois das eras Maguila e Popó, a modalidade entrou em um tipo de hibernação, tudo isso devido aos promotores e managers que não se preocupavam com a carreira dos boxeadores e sim com lucro rápido, mesmo que pequeno. Com isso a credibilidade do boxe junto à grande mídia e aos patrocinadores caiu no descredito.
Em 2014, a chave começou a virar. E tive parcela nessa nova cara do boxe, que hoje é presenteada com atletas próximos de títulos mundiais como Esquiva Falcão e o ouro olímpico Robson Conceição. Como manager dessas duas feras e um contrato de sete anos com a Top Rank, gigante norte-americana do boxe, pude ajudar a modalidade crescer com profissionalismo e gestão.
O Esquiva (prata em Londres 2012), por exemplo, tem 17 vitórias e segue invicto como profissional. Estamos trabalhando com estratégia e dedicação para ele se tornar campeão em 2018. No ano passado, eu levei o medalhista de ouro Robson Conceição para a Top Rank e é outro que já já estará com um cinturão de primeira linha.
A mudança se consolidou com a criação dos eventos da Boxing For You, que além de promover lutas valendo títulos nacionais, tem o intuito de descobrir e construir novas carreiras para novos talentos da nobre arte no Brasil. Segundo dados do Bandsports, 2.7 milhões de expectadores assistiram a primeira edição do evento. Uma promessa revelada foi o boxeador Paulo Soares o “Paulinho”, que já no segundo evento dia 7 de abril lutará pelo título brasileiro dos super penas, e outros futuros talentos do boxe brasileiro estão debutando.
Com esse trabalho, o boxe brasileiro profissional vem mudando sua cara e retomando sua credibilidade. O interesse no renascimento do boxe no Brasil é de todos. Obrigado pelo espaço e contamos com a torcida de todos para os boxeadores do país.