Seleção brasileira de futsal faz vaquinha online para participar do Mundial na Bielorrússia

0
415

Na década de 1980, a seleção brasileira de futsal fez história ao vencer o primeiro mundial da modalidade, organizado pela extinta FIFUSA (Federação Internacional de Futebol de Salão), e ainda sagrar-se bicampeã do torneio 1985. Trinta anos depois, a equipe nacional quer acabar com o jejum de títulos no XI Mundial da Bielorrússia, organizado pela Associação Mundial de Futsal (AMF), que ocorre entre os dias 17 e 25 de abril. Mas a tarefa não será nada fácil, já que a principal adversária é a falta de recursos para bancar a ida do time ao torneio.

“Infelizmente a maioria não vive do esporte e também não tem condições de investir muito dinheiro. O que mais precisamos é o valor da passagem aérea, calculado em aproximadamente R$ 50.000,00 para 12 atletas e seis integrantes da comissão técnica. A hospedagem e alimentação o país sede irá arcar, desde que o time passe da primeira fase. Assim nosso buget é de aproximadamente R$ 65 mil”, explica Nivaldo Ciriaco, diretor de base e preparador de goleiros da seleção.

Pra não deixar o Brasil de fora do Mundial, a Confederação Nacional de Futebol de Salão (CNSF) decidiu aderir a famosa “vaquinha online”. O projeto está inscrito na SalveSport.com, site de financiamento esportivo coletivo. A contrapartida para quem quiser ajudar vai desde produtos autografados pela equipe brasileira, como camisa e bola, até espaços publicitários no mais novo canal de TV online da CNFS.

“O Brasil foi terceiro colocado nos Jogos mundiais de 2013 na Colômbia e conta com atletas que tem uma média de idade de 25 anos de idade, uma fase boa de rendimento. A taça pode até não vir, mas o importante é não deixar de participar e continuar fazendo com que o país figure entre os melhores do mundo na modalidade”, ressalta Ciriaco.

Como participar ? A ação chamada também de “vaquinha pela internet” nada mais é que um patrocínio em pequenas cotas. Para participar da SalveSport, o autor precisa apenas publicar de maneira gratuita sua ideia e qualquer pessoa física ou jurídica pode colaborar com os projetos. Além da contribuição com valores pré-definidos, existe a opção de doação livre. Em todos os casos, a pessoa pode optar pela participação anônima, que pode fazer a ação via cartão de crédito, débito ou transferência bancária. Cada campanha dura 25 dias, podendo chegar a 40.

O valor arrecadado do projeto é repassado aos autores, somente se a quantia mínima solicitada for atingida. Se isso não acontecer até o fim da campanha no site, o dinheiro não será cobrado dos colaboradores, que podem fazer a ação via cartão de crédito ou débito.

Todas as colaborações e contrapartidas serão efetivadas somente se o projeto alcançar o valor mínimo requerido, ou seja, no caso de que a ideia seja salva. Em qualquer das situações, os autores detêm 100% dos direitos autorais de seus projetos.

Para os idealizadores da SalveSport, esta não poderia ser uma plataforma de outro tema. Os fundadores da iniciativa acreditam que o esporte disciplina, educa, socializa e, assim, encontraram um caminho que pudesse viabilizar essa questão e ajudar grandes iniciativas a saírem do papel e trazerem benefícios sociais, culturais e tecnológicos.