Etapa de Santiago foi a mais quente da história da ABB Fórmula E

0

Em meio ao dia mais quente de Santiago, o britânico Sam Bird superou todos os desafios da corrida chilena e conquistou a sua oitava vitória da carreira na ABB Formula E.

Terceira etapa da 5ª temporada da ABB Fórmula E, o Antofagasta Minerals Santiago ePrix 2019 foi realizado com um forte na capital chilena, a beira dos 40º celsius.

E a vitória ficou com o britânico Sam Bird (Endivision Virgin Racing), que após ter largado na quinta colocação, foi ganhando algumas posições até se aproximar do líder Sébastien Buemi (Nissan e.Dams), e herdar a liderança após o erro do piloto suíço.

O segundo lugar ficou com o alemão Pascal Wehrlein (Mahindra Racing), que fez a segunda corrida na categoria neste sábado, e o pódio  foi completado por outro piloto alemão, Daniel Abt (Audi Sport ABT Schaeffler).

Por conta da alta temperatura, os pilotos tiveram que adotar estratégias para não aumentar o consumo de bateria, e praticamente todos aqueles que terminaram a corrida receberam a bandeirada com menos de 5% de energia, sem condições de dar mais uma volta completa pelo circuito de rua.

Como se saíram os brasileiros em Santiago?

Após ter liderado o primeiro treino do dia e ter conquistado a Julius Baer Pole Position, Lucas di Grassi (Audi Sport ABT Schaeffler) acabou recebendo uma punição por causa do uso irregular do sistema de frenagem durante a volta de retorno aos boxes, e largou na última colocação.

Apesar de ter feito uma prova de recuperação e até entrar na zona de pontuação nas voltas finais, o campeão da terceira temporada terminou o ePrix na 12ª colocação.

“Foi uma das situações mais injustas da minha carreira. Foi uma volta mágica, tanto que eu poderia ter mais 15 voltas para tentar baixar aquele tempo e ainda assim, não conseguiria. Foi uma pena que algo que aconteceu na volta de retorno para os boxes possa causar problema na sua volta rápida. Para mim não faz o menor sentido”, desabafou Di Grassi.

Largando na 19ª colocação, Nelson Piquet Jr (Panasonic Jaguar Racing) ficou muito próximo de pontuar novamente na temporada, ao terminar a prova na 11ª colocação.

“A classificação não foi boa e desta forma ficou impossível fazer uma boa corrida. Você tem que ser mais agressivo e acaba correndo muitos riscos. Mas a pista estava se desfazendo inteira, e estava muito fácil do piloto da frente se defender porque se você optar por arriscar sair da linha, você não conseguiria frear e iria passar reto. Foi muito complicado”, comentou o primeiro campeão mundial da categoria.

Já o brasileiro Felipe Massa (Venturi Formula E Team) largou da nona colocação e sempre esteve na zona de pontuação, mas acabou levando a pior em uma disputa de posição com Maximilian Gunther (GEOX Dragon) e Oliver Rowland (Nissan e.Dams) na curva 14, e não terminou o ePrix.

“Foi uma corrida difícil aqui em Santiago, e infelizmente um outro carro acabou me jogando no muro e por conta disso, tive que abandonar a prova. Mas era uma corrida onde tínhamos uma boa chance de pontuar, onde tudo estava andando da forma correta, tanto é que o meu companheiro de equipe fez uma corrida sensacional (Edoardo Mortara terminou em quarto lugar). Estava feliz em correr aqui no Chile, era uma corrida onde me senti de casa, foi uma pena não ter conseguido chegar até o fim.”

No fim, Felipe Massa fez questão de lembrar das vitimas do barragem que se rompeu em Brumadinho, cidade localizada na região metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais.

“Hoje é um dia triste para o Brasil. Gostaria de manifestar minha solidariedade às vitimas da tragédia ambiental em Brumadinho.”

Agora, a ABB Formula E se prepara para o ePrix da Cidade do México, que será disputado no dia 16 de fevereiro, no Autódromo Hermanos Rodríguez.

Classificação atualizada da temporada 2018-19 da ABB Formula E após Santiago:

1º Jérôme D’Ambrósio (BEL) – Mahindra Racing: 44 pontos

2º Sam Bird (GBR) – Envision Virgin Racing: 43 pontos

23º Antônio Félix da Costa (POR) – BMW i Andretti Motorsport: 28 pontos

4º Robin Frijns (HOL) – Envision Virgin Racing: 28 pontos

5º Jean-Eric Vergne (FRA) – DS Techeetah: 28 pontos

6º Mitch Evans (NZL) – Panasonic Jaguar Racing: 22 pontos

7º Daniel Abt (ALE) – Audi Sport ABT Schaeffler: 21 pontos

8º André Lotterer (ALE) – DS Techeetah: 19 pontos

9º Pascal Wehrlein (ALE) – Mahindra Racing: 18 pontos

10º Alexander Sims (GBR) – BMW i Andretti Motorsport: 18 pontos

11º Sébastien Buemi (SUI) – Nissan e.Dams: 15 pontos

12º Edoardo Mortara (SUI) – Venturi Formula E Team: 12 pontos

13º Lucas di Grassi (BRA) – Audi Sport ABT Schaeffler: 09 pontos

14º Oliver Rowland (GBR) – Nissan e.Dams: 06 pontos

15º Oliver Turvey (GBR) – NIO Formula E Team: 02 pontos

16º Nelson Piquet Jr. (BRA) – Panasonic Jaguar Racing: 01 ponto

17º José Maria López (ARG) – GEOX Dragon: 01 ponto

Mundial de Construtores:

1º Envision Virgin Racing – 36 pontos

2º Mahindra Racing – 15 pontos

3º DS Techeetah – 47 pontos

4º BMW i Andretti Motorsport – 28 pontos

5º Audi Sport ABT Schaeffler – 14 pontos

6º Panasonic Jaguar Racing – 15 pontos

7º Nissan e.Dams – 18 pontos

8º Venturi Formula E Team – 12 pontos

9º NIO Formula E Team – 02 pontos

10º GEOX Dragon – 01 ponto