Projeto “Famílias do Instituto em Ação Cultura” pode voltar em agosto

0

Projeto cultural tem o intuito de entreter crianças em tratamento de câncer e seus familiares

O Instituto Ingo Hoffmann vem se preparando para retomar as atividades em agosto. A retomada seguirá o planejamento a ser adotado pelo Governo do Estado de São Paulo e dos órgãos de saúde competentes, em relação à pandemia do Covid-19. Uma das grandes expectativas da entidade é a volta das oficinas de artes e espetáculos culturais promovidos pelo projeto “Famílias do Instituto em Ação – Cultura”.

Iniciado em fevereiro de 2019, o projeto levou à entidade beneficente sem fins lucrativos localizada em Campinas, até o início deste ano, ações educacionais e culturais. O objetivo é oferecer mais conforto e qualidade de vida às crianças e suas respectivas famílias em tratamento do câncer, atendidos pelo Centro Infantil Boldrini, hospital referência mundial em tratamento de crianças, no interior paulista.

“A decisão final partirá da direção do Instituto Ingo Hoffmann, levando em conta a recomendação dos órgãos competentes. Mas estamos na expectativa de voltar mesmo em agosto. É um trabalho importante que fazemos com as crianças e seus familiares”, destaca Rafael Cabello, organizador do projeto em Campinas. “Temos pelo menos mais cinco espetáculos prontos para serem realizados até o final do ano.”

Atividades no Instituto em 2020

No começo de 2020, a entidade recebeu a peça “Ao Divagar Se Vai Longe e de Bicicleta mais Ainda”, da Cia 1péde2. O espetáculo provocou uma verdadeira catarse na criançada, que interagiu o tempo todo com a dupla da Cia 1péde2, com muitos gritos, risadas e palmas.

“Nós nos apresentamos mais na rua, e não em ambientes como hospitais. Estávamos um pouco apreensivos sobre como a plateia iria reagir, se iria gostar e entrar com a gente no espetáculo. Mas superou nossas expectativas. Nos sentimos muito à vontade, acolhidos. Foi muito gratificante ver o olhar das crianças e dos pais, e poder compartilhar nossa arte com essas pessoas, que merecem receber bons sentimentos.”, disse Mauro Bruzza, da Cia 1péde2.

Além da peça, o Instituto Ingo Hoffmann também realizou oficinas de música para jovens e adultos, literatura e contação de histórias e artes plásticas.

Suspensão das atividades

Em março, o Instituto Ingo Hoffmann determinou a suspensão de todas as atividades físicas, oficinas culturais e espetáculos normalmente realizados dentro da entidade. A decisão leva em conta as medidas de prevenção contra o novo coronavírus (Covid-19).

As medidas de segurança e higiene dentro da entidade também ficaram mais rigorosas. A entidade restringiu a circulação de visitantes e funcionários, e distribuiu aos familiares e acompanhantes recomendações como as de lavar as mãos regularmente e evitar aglomerações em áreas comuns. A qualquer sinal de falta de ar, febre, tosse e espirros, devem procurar o médico de seu filho.

Quase 13 mil pessoas já passaram pelo Instituto Ingo Hoffmann nos 15 anos de entidade. O local ofereceu 39.700 refeições ao longo da história.

A viabilidade deste projeto, denominado Calendário de Atividades Socioculturais – Plano Anual | Ano 2, se dá através da Lei de Incentivo a Cultura, programa de incentivo do Ministério da Cidadania e tem como patrocinadores sênior: DHL, ABL Antibióticos do Brasil, Sodexo e Banco Safra, patrocinadores júnior: Besins Healthcare, Alibra e 2º Tabelião de Protesto de Campinas, com elaboração, capitação e execução da Behind Esporte e Cultura.

 

O Instituto

Instituto Ingo Hoffmann é uma entidade beneficente e sem fins lucrativos fundado em 31/08/2005 tendo como missão inicial proporcionar maior oportunidade de cura para crianças em tratamento de câncer, através de uma parceria com o Centro Infantil Boldrini no projeto denominado Casa de Apoio à Criança e à Família. Trata-se de um modelo de moradia temporária.

No total são 30 chalés, divididos em 10 vilas, construídos em um terreno com mais de 6.000 metros quadrados, localizado ao lado do edifício da Radioterapia do hospital. Além das acomodações, o local possui brinquedoteca, biblioteca, academia interna e externa, refeitório e lavanderia.

O objetivo da Casa da Criança e da Família é abrigar crianças em tratamento intensivo de câncer e seus acompanhantes, vindos de diversas regiões do Brasil e da América Latina para fazer tratamento no Centro Infantil Boldrini e não têm condições de serem mantidas por suas famílias fora de suas casas.

Mais informações em: http://www.ingohoffmann.org.br