Pedro Boff da Seleção Escolinha de Triathlon escreve ao Lance

0
176

Pedro Boff da Seleção Escolinha de Triathlon do Paraná escreve ao Lance desta quinta-feira (04) sobre sua estreia nos Jogos Olímpicos da Juventude

Tudo pronto para os Jogos Olímpicos da Juventude  

Olá, leitores do Lance!

Eu sou Pedro Boff, atleta do projeto Seleção Escolinha de Triathlon Formando Campeões, e quero falar sobre a experiência de representar o Brasil pela primeira vez na maior competição mundial voltada para os jovens atletas, os Jogos Olímpicos da Juventude. A competição será realizada em Buenos Aires entre os dias 06 e 18 de outubro. E eu cheguei ontem, dia 02, à Vila Olímpica. A primeira coisa que me impressionou aqui foi a estrutura, muito maior e diferente de tudo o que eu já tinha visto.

Eu nunca tinha disputado nem mesmo o Sul-Americano, fui direto para os Jogos Olímpicos da Juventude. Ficar cara a cara com uma estrutura como a da vila olímpica e uma competição desse nível pode dar uma intimidada, mas com a concentração, o foco em fazer o meu melhor, tudo isso cai por terra.

A pressão é grande, por saber que tantos outros atletas, que se esforçaram como eu, gostariam de estar no meu lugar. E também por representar o meu País. Mas tivemos uma palestra organizada pelo COB, falando exatamente sobre como lidar com essa tensão pré-prova. Temos que usar a pressão a nosso favor, transformá-la em nossa aliada e fazer com que ela nos impulsione durante a prova.

O clima aqui é de confiança. E pude finalizar a minha preparação em um centro de treinamento em Rio Maior, em Portugal, junto com atletas de ponta de vários outros países. Foram quinze dias de treino, em uma rotina ainda mais pesada do que o dia a dia com a Seleção Escolinha. No começo, senti até um pouco de dificuldade, mas logo consegui acompanhar o ritmo.

Essa experiência já vou levar comigo para os treinos no Paraná. Vi que é possível encaixar mais treinos durante o dia, e ainda aprendi técnicas novas. E é algo que vai me ajudar muito nos Jogos Olímpicos aqui em Buenos Aires. Estou muito focado em fazer o meu melhor, na natação, no ciclismo e ainda mais na corrida. Venho correndo forte nas últimas provas, e quero continuar no mesmo ritmo. Acredito que posso terminar pelo menos entre os dez primeiros, mas o objetivo principal é representar o Brasil da melhor forma possível. Boa sorte a toda a Seleção Brasileira na competição!