Paradesporto: Geraldo Rosenthal projeta 2018 repleto de eventos

0
50

O atleta paralímpico Geraldo Rosenthal pode celebrar – e muito – sua performance na temporada 2017. O atirador faturou um ouro na Pistola Standard 10 metros do Mundial disputado em Osijek, na Croácia, dois bronzes na Copa do Mundo de Tiro Esportivo, em Al Ain, nos Emirados Árabes, novamente dois terceiros lugares no 2017 Shooting Competitions of Hannover, na Alemanha, e mais três ouros e uma prata no Campeonato Sul-Americano.

Competindo em casa, foram três ouros e uma prata na final do Campeonato Brasileiro do Comitê Paralímpico, quatro ouros na final do Campeonato Brasileiro da Confederação Brasileira de Tiro Esportivo, e recentemente, no mês de novembro, o gaúcho voltou para casa com mais quatro medalhas de ouro da final do Campeonato Brasileiro.

“A performance ficou dentro do esperado. Com mais estes quatro ouros, me mantenho líder no ranking brasileiro das 4 provas. Este ano estive muito bem, a tendência é melhorar ainda mais para o ano que vem. Sou muito grato também aos meus patrocinadores e quero trazer mais retorno possível”, conta Geraldo, atual líder do ranking nacional e também do ranking mundial na Pistola Standard 10 metros.

Encerrando o ano com chave de ouro, Geraldo foi homenageado ao receber pela 4ª vez o prêmio de melhor do ano de Tiro Esportivo na categoria paralímpica, entregue em evento realizado pelo CPB (Comitê Paralímpico Brasileiro), na noite desta segunda-feira (4). O paratleta recebeu o prêmio em 2013, 2015, 2017 e agora em 2017.

Para 2018 o atleta projeta a conquista de mais medalhas e aumentar o bom desempenho nas competições e eventos: “Este prêmio mais uma vez conquistado é reconhecimento de todo meu esforço. Quero me manter entre os melhores atletas e representar bem o Brasil. Mostrar que nossas deficiências não precisam obstruir nossos sonhos, desde que tenhamos sempre muita fé e perseverança”.

Sobre Geraldo Rosenthal

Paratleta e atirador desde 2007, Geraldo Rosenthal foi o primeiro medalhista brasileiro em Copas do Mundo de Tiro Esportivo na modalidade a conquistar o ouro e, atualmente, é bicampeão na prova de pistola standard 10m. Natural de Campo Bom (RS), é portador da síndrome de Poland e possui uma má formação na mão direita. Batedor de recordes, competiu na Paralimpíada Rio 2016 e ocupa o primeiro lugar no ranking mundial na prova de pistola de ar 10m.

Geraldo conta com os apoios de Bolsa Pódio do Governo Federal; Programa Top 2020 do Paraná; Rifle; SMS Air Guns; e CBC (Companhia Brasileira de Cartuchos).

Foto por: Bruno Colombo/JornalNH