Novas oportunidades na luta olímpica, por Aline Silva ao L!

0
376
Aline Silva, atleta de wrestling, escreveu ao LANCE! sobre as novas oportunidades para os atletas, como palestras e clínicas para empresas e instituições. Leia na íntegra!
Tudo bem, pessoal? Obrigada pelo espaço e por poder escrever um pouco sobre a luta olímpica ou wrestling! Hoje falo sobre as oportunidades que os atletas têm fora do campo de jogo para divulgar seu esporte e suas histórias. Nas palestras eu compartilho um pouco sobre a minha história e sobre a rotina de treinos do atleta de alto rendimento e todos os desafios que enfrentamos, além de mostrar que estes desafios são como os de qualquer cidadão comum no seu dia-a-dia, só que com um alto índice de rendimento focando sempre nos resultados.
É muito legal ver a cara de curiosidade das pessoas sobre a minha rotina, a forma com que tenho que perder peso em pouco tempo para subir na balança antes da luta. Eles querem saber também como mantenho a motivação para virar uma luta ou entrar numa repescagem para o tudo ou nada. Motivar as pessoas a alcançar seus objetivos e servir de exemplo pra elas é muito especial. Isso faz parte da minha formação como atleta e das instituições que estão ao meu redor. Quem me orienta nesse mundo das palestras é o professor Édison Andrades, um verdadeiro mestre nesse segmento.
Bom, agora atualizo os resultados que tenho obtido na luta olímpica. Recentemente, a cidade de Salvador, na Bahia, sediou o Pan-Americano da modalidade. Meu resultado foi muito bom após quatro lutas disputadas! Uma medalha de prata na categoria até 75 kg com três vitórias e apenas uma derrota, justamente para a campeã. Me senti muito feliz e motivada para esse ciclo olímpico de Tóquio 2020.
Antes do Pan, tive a oportunidade de treinar em um camp de wrestling no Canadá. Foram quase dois meses de muito treinamento de luta, parte física e estudo sobre a modalidade. Graças ao Sesi-SP, que é meu clube, tive uma oportunidade de ouro, que vai servir muito para a minha campanha olímpica.
E por falar no Sesi, gostaria de parabenizar a iniciativa da unidade de Cubatão (SP), que investe na luta olímpica. O treinador Flávio Ramos é o responsável pela formação de futuros campeões da modalidade. Os primeiros resultados já começam a aparecer em campeonatos de base.
Obrigada pelo espaço novamente no LANCE! Até a próxima, pessoal.