Natação: com Jessica Bruin, revezamento 4×200 luta por vaga olímpica

Medalhista pan-americana confia num bom resultado em Kazan 2015

0
377

A meta brasileira no revezamento 4×200 m livre no Mundial de Desportos Aquáticos de Kazan, na Rússia, é classificar o quarteto para a Olimpíada do Rio de Janeiro em 2016. Para alcançar esse objetivo, a equipe conta com a mineira Jessica Bruin para terminar entre as 12 melhores colocadas. O grupo, que já está na cidade russa, entra na disputa confiante após a prata nos Jogos Pan-Americanos de Toronto 2015, com direito a recorde continental.

Para Jessica Bruin, a equipe tem condições de chegar à final. “A ideia é entrar na final do revezamento e tirar a pressão por uma vaga olímpica. Depois que ficarmos entre as oito, a gente vai se divertir e tentar uma melhor colocação. O Pan foi maravilhoso e as meninas voltaram com um astral lá no alto. Está na hora de mais um desafio e estamos prontas”. O time disputa as eliminatórias dos 4×200 m livre em Kazan na quinta-feira (6).

No intervalo entre o Pan e o Mundial, Jessica Bruin priorizou o descanso e corrigiu alguns pontos com o técnico Fernando Vanzella“Estou polida 100% para as eliminatórias! Nesse período consegui cortar mais peso, sem perder massa magra”, destacou a atleta do Sesi-SP.

O técnico Fernando Vanzella fez uma avaliação do desempenho de Jessica Bruin no Pan de Toronto 2015. “O Pan-Americano pra ela foi mesmo positivo! Acho que trouxe pra um estágio que ela vinha buscando que era nadar abaixo dos 2 minutos. Gostei da maneira que ela nadou: com propriedade, segura e se preparando bem nos treinos pré-competição. Essa semana a gente teve uma avaliação na parte da biomecânica em relação às viradas e ela se interessou muito nos ajustes, está com porcentual de gordura mais baixo. Acho que ela tem tudo para nadar na casa de 1min58 nesse revezamento e ajudar a classificar o Brasil para a Olimpíada”.

Fernando Vanzella ainda lembrou que o revezamento 4×200 m livre feminino ficaria em sétimo lugar com o tempo que fez no Pan, na comparação com o Mundial de Barcelona 2013. Em Toronto, a marca que garantiu às meninas a medalha de prata foi de 7min56s36.

Jessica Bruin Cavalheiro tem 23 anos e defende as cores do Sesi-SP. Mineira de Belo Horizonte (MG), a atleta é treinada por Fernando Vanzella e tem o patrocínio da Hammerhead. Jiba, como é carinhosamente chamada pelos amigos, é pentacampeã brasileira dos 200 m livre e é medalhista de prata pan-americana. Jessica deu as primeiras braçadas ainda criança e aos 10 anos já integrava a equipe do Minas Tênis Clube. A nadadora também passou pelo Fluminense.