Matheus Santana fecha Mundial de Kazan com boas perspectivas para 2016

Nadador da Unisanta é o nono do mundo nos 100 m livre e está no quarteto do revezamento

0
435

Matheus Santana ficou em nono lugar no Mundial de Desportos Aquáticos de Kazan 2015 na prova dos 100 m livre. O atleta carioca de 19 anos nadou para 48s52 na primeira semifinal da distância e por pouco não entrou na decisão. O resultado, segundo seu treinador Márcio Latuf, tem tudo para ser melhorado até a Olimpíada de 2016, principal foco do representante da Unisanta. “É um atleta novo e já próximo dos líderes – menos de 50 centésimos para o melhor tempo da final dos 100 m livre. Com 19 anos de idade é possível até pensar numa medalha olímpica para o Matheus Santana. Sem contar os próximos Mundiais e a Olimpíada de Tóquio 2020, quando terá uma bagagem enorme. É um atleta com um futuro brilhante pela frente”.

O atleta também integrou a equipe brasileira dos 4×100 m livre, que terminou em quarto lugar a final da prova no Mundial de Desportos Aquáticos de Kazan 2015. O quarteto tem chances reais de medalha em 2016. Ele nadou ao lado de Marcelo Chierighini, Bruno Fratus e João de Lucca. “Bateu na trave nas duas provas. Acho que temos tudo para brigar pelo pódio!”, disse Matheus Santana.

O atleta da Universidade Santa Cecília (Unisanta) volta ao Basil na semana que vem e está confirmado para o Troféu José Finkel, de 17 a 22 de agosto, na piscina do E.C. Pinheiros.

Matheus Santana tem apenas 19 anos e já está no hall dos grandes nomes da natação brasileira e mundial. O nadador carioca tem resultados expressivos, que chamam a atenção na prova dos 100 m livre. O recorde mundial júnior – 48s25 – e as três medalhas na Olimpíada da Juventude, incluindo a de ouro na distância, são suas marcas importantes. O atleta defende a Unisanta e tem os patrocínios de Embratel, Correios e RP4.

Mais informações no site www.matheussantana.com