Matheus Santana e revezamento 4×100 m livre confiantes para a Rio 2016

Atleta da Unisanta integrou o quarteto na final da prova em Kazan, que ficou em quarto. Equipe está classificada para a Olimpíada de 2016

0
391

Matheus Santana e a equipe brasileira dos 4×100 m livre terminou em quarto lugar a final da prova no Mundial de Desportos Aquáticos de Kazan 2015. O quarteto brigou braçada a braçada pelo pódio com a Itália, que ficou com o bronze. O tempo de 3min13s22, no entanto, mostra que o time pode evoluir ainda mais para buscar resultados melhores, principalmente nos Jogos Olímpicos de 2016. E por falar em Olimpíada, o Brasil está garantido no revezamento masculino no Rio de Janeiro. ”A cada competição a gente evolui de maneira positiva. O quarteto está em sintonia, somos um time! Até a Olimpíada tenho certeza de que a gente vai se entrosar ainda mais e brigar pela medalha na prova”.

Sobre os 4×100 m livre em Kazan 2015, Matheus Santana emendou: ”A meta era nadar os 100 m na casa dos 47 segundos e uma hora vai sair. Mas sempre tiro coisas boas de todas as provas que disputo e procuro corrigir os erros com minha comissão técnica. Acho que está guardado para a Olimpíada esse 47 de todo mundo no revezamento”, disse Matheus Santana, segundo a cair na água na final deste domingo (2). Marcelo Chierighini, Bruno Fratus e João de Lucca formam o time com ele.

O atleta da Universidade Santa Cecília (Unisanta) nada agora os 100 m livre. A prova está marcada para a quarta-feira (5). Os oito primeiros fazem a final da prova no dia seguinte.

Matheus Santana tem apenas 19 anos e já está no hall dos grandes nomes da natação brasileira e mundial. O nadador carioca tem resultados expressivos, que chamam a atenção na prova dos 100 m livre. O recorde mundial júnior – 48s25 – e as três medalhas na Olimpíada da Juventude, incluindo a de ouro na distância, são suas marcas importantes. O atleta defende a Unisanta e tem os patrocínios de Embratel, Correios e RP4.

Mais informações no site www.matheussantana.com