Fórmula E: Tudo sobre o ePrix de Hong Kong, 50ª prova da história da categoria

0
2017/2018 FIA Formula E Championship. Round 1 - Hong Kong, China. Saturday 02 July 2016. Kamui Kobayashi (JAP), MS + AD Andretti Formula E, Andretti ATEC-03, leads Nicolas Prost (FRA), Renault e.Dams, Renault Z.E 17. Photo: Mark Sutton/LAT/Formula E ref: Digital Image DSC_0190

Após ter sido palco da etapa de abertura das duas últimas temporadas, Hong Kong recebe nesta quinta edição da Fórmula E, o 50º ePrix da história da categoria.

Neste domingo (10), a Fórmula E chega ao número de 50 provas disputadas em sua história, com a realização do ePrix de Hong Kong, quinta etapa da temporada 2018-19 do mundial de carros elétricos.

O circuito de rua de Hong Kong tem a extensão de 1.860 metros e dez curvas. A zona de ativação do modo de ataque ficará localizada na saída da curva 6.

Hong Kong foi palco de abertura das duas temporadas anteriores da Fórmula E. Em 2016, a prova contou com os dois carros da Nextev NIO largando na primeira fila (Nelson Piquet Jr e Oliver Turvey), mas a vitória ficou o suíço Sébastien Buemi (Renault e.Dams), seguido pelo brasileiro Lucas di Grassi (ABT Schaeffler Audi Sport) em segundo e o alemão Nick Heidfeld (Mahindra) em terceiro.

Na quarta temporada, Hong Kong contou com rodada dupla na abertura. Na primeira prova, vitória do britânico Sam Bird (DS Virgin), seguido pelo francês Jean-Eric Vergne (Techeetah) e do alemão Nick Heidfeld (Mahindra).

Já na segunda prova, o sueco Félix Rosenqvist (Mahindra) largou na pole position e se manteve na liderança por algumas voltas, mas acabou rodando sozinho e perdendo posições. O então estreante Edoardo Mortara (Venturi) passou a ser o líder da prova, mas nos instantes finais, acabou rodando sozinho e a liderança ficou com o alemão Daniel Abt (Audi Sport ABT Schaeffler), que cruzou a linha de chegada em primeiro, mas foi desclassificado por conta de irregularidades no carro. A vitória então ficou com Félix Rosenqvist.

Líder do campeonato de construtores nesta temporada com 83 pontos, a Mahindra Racing tem um bom retrospecto em Hong Kong: esteve presente no pódio nas três corridas anteriores realizadas no país. A equipe indiana está em um grande momento no campeonato, marcando presença em três dos quatro pódios desta quinta temporada, e lidera o mundial com o belga Jérôme D’Ambrosio, atualmente com 53 pontos.

Até o momento, foram quatro vitórias de quatro pilotos diferentes, e de quatro equipes distintas! Dos 22 pilotos do grid, 18 já pontuaram, e dez das onze equipes também já marcaram seus pontos. Apenas a novata HWA Racelab ainda não conseguiu pontuar nesta temporada.

Pilotos brasileiros prontos para o ePrix de Hong Kong

Os quatro pilotos brasileiros estão prontos para o fim de semana em Hong Kong. Vencedor da etapa passada na Cidade do México, Lucas di Grassi (Audi Sport ABT Schaeffler) espera repetir o bom desempenho da capital mexicana na corrida do próximo domingo.

“Nossa equipe trabalhou duro nos últimos meses e agora os resultados estão aparecendo – pois estamos novamente em condição de brigar por pódios e vitórias, como fizemos no México. Precisamos levar esse embalo que ganhamos na última corrida para a etapa de Hong Kong. A cada corrida fica mais claro como a Fórmula E é imprevisível. A nossa meta sempre é buscar o melhor resultado possível e não relaxar um segundo sequer até conseguirmos essa meta”, revelou o brasileiro campeão da terceira temporada do mundial de carros elétricos.

Primeiro campeão da história da Fórmula E, Nelson Piquet Jr (Panasonic Jaguar Racing) espera retornar aos pontos. O piloto brasileiro inclusive foi o pole position na primeira prova da categoria em Hong Kong.

“Gosto muito dessa pista, já estivemos na pole em Hong Kong. A corrida passada era para ter terminado bem, mas teve a batida (com Jean-Eric Vergne, da DS Techeetah). É continuar o trabalho: classificar entre os dez e tentar terminar a prova mais à frente. Estou otimista para fazer um fim de semana sem nenhum problema. A equipe trabalhou muito para melhorar o carro. Não somos os mais rápidos no quali e o foco foi nisso, para classificar mais à frente, o que é importante. Quero voltar a marcar pontos e ficar sempre entre os dez no campeonato”, declarou Piquet.

Após ter marcado seus primeiros pontos na categoria, Felipe Massa (Venturi) acredita que a equipe conseguiu evoluir bastante, e espera repetir o bom ritmo apresentado no ePrix anterior, neste fim de semana em Hong Kong.

“Conseguimos um bom resultado na etapa passada, na Cidade do México. Foi muito bom  largar entre os três primeiros, e tivemos um bom ritmo durante boa parte da prova. Foi muito importante marcar os primeiros pontos, mas fiquei com a sensação de que poderia ter conseguido algo mais. Espero que consigamos manter essa evolução e seguir lutando por pontos nas próximas provas”, afirmou Felipe Massa.

Após ter feito a sua estreia na Fórmula E na corrida passada, Felipe Nasr (GEOX Dragon) espera ter mais sorte em Hong Kong, já que no ePrix da Cidade do México, acabou se envolvendo em um acidente na terceira volta, o que prejudicou a sua primeira experiência com o mundial de carros elétricos.

“Minha primeira experiência na Fórmula E foi na etapa passada na Cidade do México, e foi um pouco conturbada, por conta de um incidente logo no inicio da prova e que acabou prejudicando a minha estreia na categoria. Mas consegui absorver um pouco do que é a categoria, e agora tenho uma bagagem para poder me sair um pouco melhor neste fim de semana em Hong Kong”, declarou o piloto brasiliense.

O ePrix de Hong Kong será realizado no próximo domingo (10), e terá a transmissão exclusiva do canal Fox Sports 2. A transmissão terá inicio às 04h30 (horário de Brasília).

Confira os horários do ePrix de Hong Kong:

1º Treino Livre: 20h30 de sábado (09)

2º Treino Livre: 23h00 de sábado (09)

Treino Classificatório: 01h15 de domingo (10)

Largada: 05h00 de domingo (10)