Home Notícias Espaço dos Campeões do Lance com Dra Ana Côrte, da Pulse Medicina...

Espaço dos Campeões do Lance com Dra Ana Côrte, da Pulse Medicina Esportiva

A natação italiana está de luto após a confirmação da morte do atleta Mattia Dall’Aglio. O nadador de 24 anos foi encontrado morto no fim de semana enquanto fazia musculação sozinho em um ginásio na cidade de Modena, na região norte da Itália. Infelizmente a morte súbita em atletas acontece sem sintomas, sem sinais nenhum, de reprende ela é fatal. Estudos apontam que a principal causa da morte súbita para pessoas abaixo dos 35 anos é uma alteração estrutural do coração chamada cardiomiopatia hipertrófica, caracterizada pelo engrossamento do músculo do coração (miocárdio), fazendo com que seja mais difícil para o coração bombear o sangue. Já para pessoas acima dos 35 anos a maior causa de morte súbita geralmente está relacionada à um infarto agudo no miocárdio. Pode-se dizer que para os atletas a principal causa de morte súbita está relacionada à cardiomiopatia hipertrófica. O que acontece é que a alteração estrutural do coração do atleta durante o exercício intenso, de extremo esforço, leva a um quadro de arritmia que pode levar a uma morte súbita, que é o chamamos de ataque cardíaco e a pessoa morre fazendo atividade física. O que muitos não sabem é que esse tipo de situação é facilmente diagnosticada com um simples exame. O eletrocardiograma pode identificar 95% das causas de cardiomiopatia hipertrófica. Portanto, na vida do atleta, é extremamente importante uma avaliação médica antes do início da participação de treinamentos intensos e competições a fim de evitar situações como essas de mortes repentinas durante os exercícios. Afinal os eventos médicos que acontecem são consequência de doenças não diagnosticadas ou não valorizadas. Por isso o acompanhamento regular é essencial durante todo processo da prática de atividades físicas.
Dra Ana Carolina Côrte é especialista em Medicina do Exercício e do Esporte

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma Resposta