Espaço dos Campeões do LANCE! tem texto de Gustavo ‘Grummy’ Guimarães

0
47

Temporada do polo aquático chegando ao fim

Por Gustavo Grummy, atacante da seleção brasileira de polo aquático

Olá, leitores do jornal LANCE! Mais uma vez tenho a oportunidade de escrever sobre o polo aquático brasileiro nesse espaço. O ano de 2017 foi de transição para a modalidade, com saídas de jogadores experientes, mudança no comando técnico e até nas competições. A seleção brasileira mudou bastante após os jogos olímpicos Rio-2016, onde conquistamos resultados expressivos e a nossa melhor colocação. E no começo desta temporada conseguimos jogar bem, mesmo com um grupo mais jovem.
Acredito que a inédita conquista da medalha de ouro na Copa UANA – uma espécie de Copa América no futebol, foi a mais expressiva. Batemos o Canadá na final e mostramos que podemos brilhar. Não valeu apenas a vaga para o Mundial de Desportos Aquáticos de Budapeste. Nós confirmamos a evolução do polo aquático no cenário internacional. Hoje o Brasil pode jogar de igual pra igual com a maioria das equipes mundiais, inclusive as potências. Na Copa UANA, além do título inédito, eu acabei sendo eleito o melhor jogador – MVP, que me deixou muito feliz e motivado para melhorar mais e mais!
No Mundial da Hungria, o Brasil foi o melhor país das Américas no campeonato. Foi a consolidação de tudo que fizemos e ainda vamos fazer. Mas é preciso continuar motivado e treinando para voltar a competir outros Mundiais e quem sabe os Jogos de Tóquio-2020.
Hoje eu defendo duas equipes. O E.C. Pinheiros no Brasil e o Rari Nantes Savona, aqui na Itália, onde escrevo essa coluna. Pelo Pinheiros foram quatro competições e quatro medalhas! sendo dois ouros e dois bronzes! Ganhamos a Copa SP e Campeonato Paulista. No Brasil Open e na Liga Nacional ficamos com o bronze.Acredito que o balanço foi positivo.
Na Europa tive um primeiro semestre completando a temporada 16/17 no Mataró da Espanha, onde ficamos em quarto lugar na Liga regular e eu fui o vice-artilheiro da competição. Já no segundo semestre estou tendo a minha segunda experiência na Itália, uma das melhores competições do mundo e defendendo um time com muita história e tradição no esporte, a Rari Nantes Savona!
Espero escrever mais vezes aqui e falar do polo aquático, que aos poucos deixa de ser chamado de esporte secreto!