Corpo e mente ao extremo: Saiba mais sobre a Travessia de mais de 20 horas no Lago Bodensee

0
209

Percurso de 64km concluído por apenas 3 pessoas no mundo é o próximo desafio do brasileiro Samir Barel

Depois que Matthew Webb inspirou uma série de nadadores atravessando o Canal da Mancha em 1875, vários desportistas passaram à procurar desafios naturais em diversos pontos do planeta para testar suas habilidades e superar seus limites. Uma travessia explorada recentemente, a partir de 2011, e vencida por apenas 3 pessoas no mundo, promete muita adrenalina e tensão aos amantes das águas abertas. A Travessia do Lago Bodensee, que faz divisa com 3 países – Alemanha, Suíça e Austria -, tem 64 quilômetros de extensão, mas, devido à uma série de adversidades, a previsão para concluir o percurso é de aproximadamente 20 horas!

Uma façanha para poucos, mas que despertou o interesse de um brasileiro acostumado à encarar grandes feitos. Samir Barel, o conquistador da Tríplice Coroa das Águas Abertas (as 3 maratonas aquáticas mais difíceis do mundo), tentará finalizar o trajeto na janela entre os dias 18 e 24 de agosto.

“Gosto de novas empreitadas e esse será o maior tempo que passarei nadando de todas as provas que já enfrentei, algo totalmente novo pra mim. Por isso preparação foi intensa e exaustiva, iniciada ainda em 2016. Espero com isso mostrar que todos nós somos capazes de vencer qualquer obstáculo. Para mim não existe nada que não possamos realizar. Quando se tem paixão pelo que se faz e dedicação por meio do trabalho árduo, podemos passar por qualquer dificuldade, seja na vida pessoal ou profissional”, contou o nadador paulista.

Confira a seguir detalhes do desafio, pode pode trazer para o Brasil mais um feito inédito na maratona aquática!

Percurso: a travessia é longitudinal, com início na cidade de Bodmann, na Alemanha, na margem norte do lago, até Bregenz, na Áustria, no extremo sul.

Duração: dependendo das condições climáticas, o nadador pode levar até 30 horas para finalizar o desafio.

Resistência ao frio: A temperatura da água no lago nessa época do ano pode variar de 19 à 22 graus. Vale lembrar que o Lago foi formado pela geleira do Rio Reno, durante a Era Glacial. Como a prova segue as regras da FINA (Federação Mundial de Natação), não é permitido o uso de neoprene, apenas sunga ou bermuda de nado com o cumprimento até o joelho para homens e maio ou macaquinho para mulheres. O nadador pode fazer uso de vaselina ou lanolina para proteger o corpo contra o atrito e controlar a temperatura corporal. Pode-se utilizar até duas toucas para nadar.

Ausência de correnteza: por ser mais densa, a água salgada aumenta a capacidade de flutuação do nadador e, com isso, sua velocidade, o que não ocorre na água doce. Além disso, a maré muitas vezes acaba ajudando e empurrando o nadador, o que não ocorre no lago. Por isso o tempo de natação da prova acaba sendo maior. Contudo, a profundidade também aumenta a condição de flutuabilidade, o que torna alguns lagos ou represas mais favoráveis. No Lago Bodensee, a profundidade é de 251 metros em seu ponto mais fundo.

Natação noturna: A prova tem início na madrugada e segue durante o dia. Nadar a noite pode trazer muitas dificuldades uma vez que se perde facilmente a referência no horizonte e é comum que o nadador sinta enjoos.

Alimentação: para uma prova longa como essa a previsão é receber uma hidratação a cada 30 minutos. O intervalo pode variar de acordo com a necessidade do nadador. Podem ser frutas, como pêssego em calda, banana, além de líquidos, como água, isotônico ou carboidrato em forma de gel.

Curiosidades

O pioneiro: o alemão Bruno Dobelmann foi o primeiro a tentar vencer o percurso. Ele nadou por 12 horas, 27 quilômetros, mas não finalizou por sentir muitas dores nas costas.

Primeiro vencedor: Christof Wandratsch foi o primeiro nadador à completar o desafio em 22 de julho de 2013. O alemão nadou por 20 horas e 41 minutos, tempo que ainda é recordista no trajeto.

Demais concluintes: Bruno Baumgartner (Suíça), encerrou o percurso em 24 horas e 20 minutos em 30 de agosto de 2013; Hamza Bakircioglu (Turquia), levou 30 horas e 45 minutos para finalizar o trajeto em 17 de julho 2016.

Percursos alternativos: além do percurso de 64km, outros dois trajetos foram oficialmente homologados, um de 38km entre Lindau (Alemanha), Rorschach (Suíça) e Bregenz (Áustria), formando um triângulo, e outro trajeto de 12km entre Friedrichshafen (Alemanha) e Horn (Suíça), a menor largura possível.

Mais informações sobre o atleta em: www.samirbarel.com.br
Siga também no Instagram: @samirbarel
Curta a fan page oficial www.facebook.com/SamirBarel

FOTO: @Bodenseequerung