Charles Caudrelier: “Brasil foi decisivo para me tornar comandante”

0
525
O velejador Charles Caudrelier tem o Brasil como amuleto de sorte. Nos últimos dois anos, o francês, que acaba de assumir o comando do barco chinês Dongfeng na Volvo Ocean Race, conquistou resultados expressivos na vela oceânica internacional, como os títulos da Volta ao Mundo de 2011-12 com o Groupama e da Transat Jacques Vabre 2013 com o Edmond de Rothschild. As duas competições passaram por Itajaí (SC).
“Tenho um carinho especial pelo Brasil e por Itajaí. Acredito que a passagem pelo país pode ter sido a chave para ser contratado como comandante do Dongfeng Race Team”, disse Charles Caudrelier, que voltará ao Brasil em 2015 na Volvo Ocean Race liderando o moderno veleiro de 65 pés.  A regata começa em 4 de outubro de 2014, com a In-Port Race de Alicante, na Espanha e terá, ao todo, 38.739 milhas náuticas de distância.
A primeira passagem vitoriosa pelo Brasil foi em 2012 a bordo do Groupama. Depois de ter problemas no caminho de Auckland, na Nova Zelândia, a Itajaí, o barco francês se recuperou e foi campeão da regata, inclusive vencendo a In-port Race brasileira. A vantagem do Telefónica, da Espanha, era enorme e os franceses liderados por Franck Cammas se recuperaram.
“Tenho as melhores lembranças de 2012 em Itajaí. Os fãs locais nos motivaram, pois a gente teve o mastro quebrado no caminho e tivemos de improvisar. Mesmo assim chegamos em terceiro lugar. Essa passagem navegando em Itajaí foi especial pra mim. Sempre digo que a Volvo Ocean Race é uma verdadeira aventura e certamente foi nessa perna que o Groupama virou o jogo”, disse  Charles Caudrelier.
No ano passado, o francês ao lado do compatriota Sébastien Josse deram show a bordo de um trimarã de 70 pés na Transat Jacques Vabre. Completaram o percurso de quase 10 mil quilômetros entre Le Havre, na França, e Itajaí, em Santa Catarina, em 11 dias. “Depois da Transat Jacques Vabre 2013, os chineses perguntaram para o meu parceiro Sébastien Josse se eu poderia assumir o Dongfeng. Ele disse que eles poderiam confiar no meu trabalho. E agora aqui estou eu!”.
Até agora, cinco times confirmaram participação no evento: Team SCA (Suécia), Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos), Dongfeng Race Team (China), Team Brunel (Holanda) e Team Alvimedica (Turquia/EUA).